O mundo dos Games vai tremer com o lançamento mundial hoje (13/11) de World of Warcraft: A Maré de Ferro, expansão do mundo Warlords of Dreanor, renovando um dos principais produtos da Blizzard Entertainment. Hoje são 7,4 milhões de jogadores em todo o mundo e a estratégia da gigante americana é fidelizar cada vez mais esse grupo e atrair novos participantes nesse que é reconhecido como um dos mais aclamados RPG (Role Playing Game) massivos online para múltiplos jogadores no mundo. Pacote Básico a 44 euros e De Luxe a 59 euros.

Divididos entre as tropas da Aliança e da Horda, sacerdotes, guerreiros, orcs, trolls e toda uma legião de personagens devem garantir a ampliação do índice de horas de jogos, uma vez que todos os jogadores que estão no nível 90 aguardam essa expansão para fazer novas conquistas, ganhar novos equipamentos e chegar o mais breve possível ao nível 100. Uma febre mundial, alimentada pelos campeonatos europeu, asiático e americano, que busca massificar ainda mais o jogo.

A expectativa dos jogadores é grande, já que a última expansão foi em 2012.

O supervisor de Qualidade de Atendimento, Edson dos Reis, de 33 anos, está animado com a chegada da Maré de Ferro. Para ele, que joga há dois anos e seis meses, sempre que há uma atualização dos mundos do World of Warcraft, eles procuram deixar o jogo mais fácil para o jogador, afinando os métodos para que aumente o prazer de estar participando do grupo.

"Como sempre, a expectativa é grande com relação às novidades que surgirão na nova expansão. Acho que, a cada movimento desse, a empresa vai ajustando funcionalidades, a fim de garantir a todos os personagens, sem importar a raça ou a classe, as mesmas vantagens na batalha", ressaltou o supervisor de Qualidade.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Curiosidades

O comerciante Ceslau Saraiva Neto, de 30 anos, está ansioso, já que essa será a primeira expansão que irá participar desde a estréia. Com seis meses de jogo, ele acha que o World of Warcraft tende a se tornar mais atrativo, garimpando mais jogadores em todos os setores e de todas as idades.

"Minha maior expectativa é que todas as especializações, de cada classe, se tornem viáveis no nível 100, pois ter de usar uma classe ou especialização pelo simples fato de estar mais forte e ter de deixar de usar outra que te agrada por ser mais fraca, é desanimador.

Já estou comemorando a remoção do sistema de reforja dos equipamentos e as melhorias no jxj (jogador x jogador) que deixarão o jogo mais equilibrado", frisou Neto.

A Blizzard tenta com essa expansão deixar o jogo mais dinâmico e equilibrado. Assim cada jogador precisará conhecer melhor a sua classe favorita. Cada classe teve atualização de talentos e habilidades, para garantir um desempenho mais balanceado.

"Além de achar o tema da expansão muito bom, achei perfeita a diminuição dos atributos, assim como a maioria das mudanças nas classes e nas especializações.

Se o jogador escolheu um personagem de dps (dano por segundo) tem de bater, e não curar, e vice-versa. Pelo que estamos observando, teremos alguns talentos exclusivos no nível 100 que tornarão o jogo ainda mais envolvente e emocionante", concluiu o estudante Matheus Fonseca, de 22 anos.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo