“A menção de Grécia enche a mente com os sentimentos mais exaltados e desperta em nossos corações os melhores sentimentos de que nossa natureza é capaz”, foi o que disse, em certa ocasião, o advogado, político e 5º presidente dos EUA, James Monroe. Entretanto, não é necessário que a pessoa seja uma personalidade importante como Monroe foi no passado para amar ou mesmo admirar a Grécia, pequenino país localizado nos Bálcãs, mas dono de uma cultura e beleza milenares. 

A Grécia atrai turistas de todo o mundo em várias épocas do ano, mas os brasileiros, especialmente, se perguntam sobre qual é o melhor período do ano para se visitar aquele paraíso disfarçado de país.

Essa é uma resposta muito difícil, uma vez que a Grécia, embora seja pequena geograficamente, consegue reunir, em um mesmo território, várias estações, fornecendo aos que a visitam, sensações de aconchego e bem-estar. 

O visitante que chega aquele país consegue esquiar no inverno (hemisfério norte) nas amplas estações de esqui existentes por lá, geralmente entre os meses de dezembro e fevereiro. Há uma, no conhecido e histórico Monte Olimpo, local da morada dos deuses mitológicos da Grécia Antiga, que é, hoje, o maior pico do país com 2.917m de altitude. 

Mas, geralmente, a Grécia não é tão reconhecida internacionalmente pelas suas montanhas nevadas ou pelos vilarejos “perdidos” entre vales e planaltos. Quando se fala de Grécia, automaticamente a maioria das pessoas se lembra do seu mar azul turquesa e de suas casinhas brancas localizadas nas paradisíacas ilhas gregas. 

Por outro lado, pode-se afirmar, com toda a certeza, que a Grécia é encantadora e fascina a todos, em todas as épocas do ano, pois existem opções de cenários e climas para os gostos mais exigentes.

Os melhores vídeos do dia

O país tem mar, sol, neve, montanhas, ilhas, florestas, bosques e lindos jardins naturais, isso sem falar da sua riqueza e cultura históricas, patrimônio da humanidade. 

Há os turistas provenientes dos países do norte da Europa (suecos, finlandeses, dinamarqueses, noruegueses, entre outros), os quais, geralmente, costumam tirar férias na República Helênica até mesmo no inverno, pois a temperatura grega é mais branda ou “quente” do que esses países anteriormente citados. Vale a ressalva de que, nas montanhas e em algumas cidades gregas, durante o inverno, a temperatura fica negativa com facilidade.

 

Quanto aos turistas sul-americanos, especialmente os do Brasil, esses optam, na sua maioria, por visitar a Grécia a partir do mês de junho até setembro, quando é o ápice do verão com temperaturas altíssimas, superando os 40 graus Celsius. Desse modo, todos podem aproveitar a revigorante brisa marítima grega em cruzeiros que visitam as ilhas, transformando o sonho dos viajantes em realidade.

É algo comum para o povo local tirar uma boa “sesta” entre as 14h e 17h para fugir do forte calor dos dias de verão e ficarem renovados para as agitadas, dançantes e badaladas noites do país. Grécia, o quintal dos deuses na Terra!