No último dia 21 de julho, a Netflix disponibilizou os dez episódios da primeira temporada da série Ozark, sua mais nova aposta. São cerca de 60 minutos dispensados em cada um destes episódios, os quais trazem temas, no mínimo, politicamente incorretos.

A história tem como cenário a região norte-americana pacata de Ozark – que deu origem ao nome da série –, e a lavagem de dinheiro é o mote escolhido pelos criadores Bill Dubuque e Mark Williams. O casal Wendy (Laura Linney, atriz três vezes indicada ao Oscar) e Marty Byrde (Jason Bateman, ganhador do Globo de Ouro), a filha adolescente Charlotte (Sofia Hublitz) e o caçula Jonah (Skylar Gaertner) formam uma família que se vê em uma situação delicada que lhes obriga a mudar de endereço.

Contrastando com a vida de conforto que levavam anteriormente em Chicago, os primeiros minutos do primeiro episódio já prenunciam que suas vidas sofrerão uma reviravolta e tanto.

O telespectador acompanha o protagonista Marty – que mantinha em segredo sua participação na lavagem de dinheiro na empresa em que trabalhava como consultor financeiro – a caminho de uma reunião com seu sócio, em plena madrugada. Embora estranhe a convocação em horário inadequado, Marty chega ao local e não demora a presenciar um verdadeiro extermínio (incluindo a morte de seu sócio), provocado pelo chefe do maior cartel de drogas do México, que cobra uma dívida de 8 milhões de dólares.

Enquanto vê um a um de seus colegas de trabalho serem brutalmente assassinados, em meio a um diálogo com o chefe do tráfico e em busca de mais uma chance para viver, Marty, então, propõe: para quitar a dívida, faz a promessa de que lavará a quantia devida em tempo recorde: três meses.

O que surpreende é o local que Marty escolhe para executar seu plano: Ozark, região montanhosa de Missouri e destino de férias que seu sócio havia lhe recomendado antes de morrer.

Caipiras e bandidos

A fuga para Ozark deixa a esposa Wendy – que trai o marido com outro homem – e o casal de filhos atordoados, sem entender a situação. É neste clima de mistério e corrida contra o tempo que Marty tenta, rapidamente, encontrar novos negócios na cidade, aliar-se a novos empreendedores e tornar o capital sujo em legal, a fim de cumprir a promessa feita, ou sua cabeça será dada a prêmio.

Na região, Marty se autodenomina investidor-anjo e sai em busca de negócios com os quais consiga lavar dinheiro. De clube de strippers à igreja, Marty empreende, e o montante de dinheiro envolvido nos negócios alerta os criminosos de Ozark.

O protagonista, então, se vê em uma complicada teia. Nativo do local, o grupo de caipiras com liderança de Ruth (Julia Garner) – jovem de personalidade forte e que não leva desaforo para casa –, ao se ver ameaçado pela atuação de Marty, fará o que for necessário para se manter com a fortuna, inclusive matar Marty.

Para saber o que protagonista terá de fazer para se salvar e proteger sua família, acesse a primeira temporada de Ozark, na Netflix, e tente segurar a ansiedade à espera de possíveis novos episódios.