CONTEÚDO DE MARCA

Capital, ô capital! Será que a melhor caipiroska está no Distrito Federal?

Tempo perdido jamais! Ainda é cedo, hoje a noite não tem luar, e em meio a este faroeste caboclo, ainda espero por Eduardo e Mônica à mesa do bar.

Renato Russo não era russo à toa, talvez a vodka estivesse em seu copo com algumas frutas batidas, levemente adocicado e sutilmente preparado.

Publicidade
Publicidade

Formidável para beber.

Apesar de o nome caipiroska ter se popularizado após a morte do brilhante cantor do deserto, talvez ele, como gênio, tivesse previsto que a melhor caipiroska do Brasil estivesse justamente na capital.

E talvez a Melhor Caipiroska do Brasil definitivamente esteja na capital federal. Smirnoff lançou uma competição para investigar isso. No site da competição (www.caipiroskasmirnoff.com.br), há a lista dos bares inscritos, as caipiroskas participantes e a oportunidade de nós, amantes de bons drinks, ajudarmos a decidir qual A Melhor Caipiroska do Brasil feita com Smirnoff.

Por necessidade de provar que minha bela capital merece tal título, decidi cair pelas ruas da capital federal. "Sob a lua de prata no céu, o brilho das estrelas no chão", e nas palavras de Renato, eu seguia um roteiro. Baseado na intuição e no inusitado, tal como ele em suas letras.

Após uma visita por diferentes bares, uma avaliação diferente. Durante o final de semana cumpri uma rota avaliando sutilmente cada caipiroska.

A primeira parada foi no bar com uma caipiroska de ares florais

Uma caipiroska aromatizada, de bela apresentação e que reflete o povo do Nordeste.

Publicidade

Como um pedacinho nordestino no coração da capital federal. Nas proximidades da Avenida do Contorno, o drink se mostrou formidável para acompanhar uma partida de futebol na televisão do bar. Jogar conversa fora e bicar a caipiroska que alia o maracujá e o morango num casamento perfeito, além de uma boa vodka (graduação alcóolica: 15,8g). Claro, sem esquecer da água para se hidratar.

A próxima parada foi para provar uma bebida ácida para paladares fortes

Uma caipiroska sensacional para quem adora a acidez no paladar.

A fim de estimular essa sensibilidade da língua, porque não pedir uma que alie o limão, o gengibre, o limoncello, tangerina e vodka (graduação alcóolica: 15,8g)? O toque de hortelã dá a quebra necessária no gosto cítrico que permanece por um bom tempo.

Picante na medida certa, um drink para fugir do convencional

Jamais imaginaria que experimentaria uma caipiroska que combinasse jabuticaba e pimenta. Pois é, estava enganado. Um petisco para acompanhar e uma garrafa de água para alternar foram ideais. Mas percebi que o gosto da pimenta não se mostrava tão presente quanto imaginado, e a jabuticaba definitivamente foi a estrela do copo.

Publicidade

Essa caipiroska foi embalada pela calmaria à beira do lago, ao som das águas

Um momento relaxante pedia uma caipiroska leve. No calor do centro do país, nada melhor do que o refresco cítrico, e a caipiroska casava muito bem, feita com abacaxi, tangerina e gengibre. Afinal, um bom drink envolve muito mais do que apenas bebida num copo.

E a última do final de semana foi com uma pegada londrina

Não da charmosa Londrina paranaense, mas sim da Londres britânica.

Publicidade

Uma caipiroska que transborda sofisticação foi a escolha para encerrar a noite. Sob os olhares do parque próximo, bicava a caipiroska que aliava manga espada macerada, pimentinha dedo de moça e um delicado licor de amêndoas. Definitivamente, o drink certo para encerrar a noite, chamar o motorista do aplicativo e descansar para a caminhada do sábado pela manhã.

Meus queridos, não esqueçam que o consumo de bebidas alcoólicas em excesso sempre deve ser evitado. Beba para se divertir, alterne com água, coma algo e, claro, nunca pegue o carro. Isso é muito importante, viu?

[Aprecie com moderação. Não compartilhe esse conteúdo com menores de 18 anos]

#publi #ad

Leia tudo