'Sex Education' é uma produção britânica, original da Netflix. Criada por Laurie Nunn, a série teen é um sucesso desde sua estréia em janeiro de 2019.

Asa Buttetfileld vive Otis Milburn, um adolescente cuja mãe é terapeuta sexual. Por sugestão dos amigos Eric e Maeve, ele começa a dar conselhos sobre relacionamento e sexualidade para os colegas da escola. As 'consultas' são, quase sempre, em um prédio desativado perto da escola, mantendo assim, a privacidade dos 'pacientes'.

Nesta nova temporada, uma DST se espalha pela escola Moordale, ao mesmo tempo que Otis tenta dar início á sua vida sexual e fazer suas próprias descobertas.

É claro que ele é apenas um adolescente atrapalhado, mas acaba buscando informações e ajudando outros colegas em diversas situações.

Os novos episódios estão muito divertidos e abordam, novamente, a curiosidade e a inexperiência na fase da adolescência.

Mudanças nos personagens

Temos uma Maeve mais madura, um Otis aventureiro e mais nuances de Eric, vivido por Ncuti Gatwa. O visual dos personagens não mudou muito. Emma Mackey entrega uma Maeve sóbria, com um visual monocromático. Eric está mais colorido que nunca, suas jaquetas estilosas são um capítulo a parte. Otis não mudou muito, apenas na personalidade mais desinibida. A diversidade sexual continua sendo abordada de maneira natural, sem cair no caricato.

Patrícia Alisson é um destaque desta temporada. Sua personagem Ola, é muito bem resolvida e quase sempre entende as trapalhadas de Otis. Os dois se dão muito bem, porém, até ela não escapará das inseguranças típicas da idade.

Jean, a terapeuta sexual e mãe de Otis está mais presente, inclusive na escola, como uma espécie de conselheira sentimental.

A personagem vivida por Gillian Anderson, está mais centrada e menos paranóica com o filho.

Muitas narrativas individuais são exploradas e mostram o amadurecimento da série. Cada personagem tem suas questões pessoais, abordados dentro do contexto dos episódios.

Mesmo com a comédia sempre presente, os momentos dramáticos e comoventes tem seu espaço quando necessários.

O trio Otis, Eric e Maeve seguem rumos mais individuais mas o companheirismo continua sendo um elemento fundamental.

Questões como assédio e abuso também são abordadas, de maneira natural e contextualizada. A importância da denúncia é enfatizada e, por muitas vezes, além de educativo, os episódios levantam questionamentos sociais muito relevantes.

O ponto alto desta temporada, além da impecável fotografia e complexidade dos personagens, é o amadurecimento de Otis, que nunca é apresentado como um gênio. Na verdade, fica claro que Otis é apenas um menino de dezesseis anos prepotente e tão inseguro quantos os colegas que aconselha.

Siga a página Seriados
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!