Um caso de estupro está chamando a atenção de Manaus [VIDEO], capital do estado do Amazonas. Chamado de 'Maníaco do Ben-Hur', um homem é procurado após estuprar pelo menos uma mulher na região. Ele usou a Bíblia, passando-se por um pregador da palavra de Deus, para realizar a ação. O homem é procurado e até câmeras de segurança estão sendo analisadas, a fim de tentar identificar algumas das pistas sobre o abusador sexual. No entanto, até esse fim de semana, o 'Maníaco do Ben-Hur' não havia sido encontrado.

Estuprador é procurado em Manaus, após se passar por pregador do evangelho

O homem, que se passava por um pregador do evangelho, usou a seguinte estratégia: primeiro, ele usou a palavra de Deus para abordar a vítima e, em seguida, a estuprava.

Ninguém poderia imaginar que o falso profeta fosse capaz de tanto. Em entrevista ao portal de notícias G1, o delegado do caso, Jander Mafra, deu detalhes sobre o comportamento do abusador sexual. Uma mulher já teria registrado queixa contra o homem. O abusador sexual teria feito uma pergunta, e a mulher, ao dar atenção, disse que não sabia dar a resposta.

Estuprador usava arma escondida na bíblia para abusar de mulheres

À vítima, o 'Maníaco do Ben-Hur' disse que tinha uma arma escondida dentro da bíblia e que, caso ela tomasse qualquer atitude, iria se arrepender amargamente. A mulher, assustada com tudo, acabaria por ceder à ameaça do abusador, sob o medo de ser assassinada pelo falso profeta do evangelho de Jesus Cristo.

Após estupro com uso da bíblia, falso pastor ainda roubou estuprada

O delegado ainda deu mais detalhes sobre o caso.

Após mostrar a arma que estava escondida embaixo da bíblia, o homem roubou a mulher e os seus pertences, abandonando a vítima no local. Entre os itens roubados estão o celular, o relógio e outros acessórios da vítima. As buscas ao homem já foram iniciadas e uma das imagens, inclusive, mostra o homem ao lado de uma de suas vítimas, a mulher que registrou o caso na delegacia.

Estuprador desistiu de estupro após vítima dizer que tinha doença mortal

"Os moradores do conjunto dizem que já viram este homem ao passar por lá com a bíblia na mão. Apesar disto, ninguém o conhece por nome ou sabe quem ele é", disse o delegado do caso. A mulher ainda disse que o estuprador falou para ela sobre abusar sexualmente de outra vítima, mas que essa garantiu ter uma doença muito grave e, por isso, ele desistiu de praticar o crime.