A edição britânica desse domingo, 23 de agosto, do jornal The Observerfez um perfil da presidente Dilma Rousseff e questionou se a petista terá condições de sobreviver à crise que se instaurou em seu Governo.

A reportagem dos jornalistas Jonathan Watts e Bruce Douglas lembra do passado de guerrilheira de Dilma e aponta as principais dificuldades do seu segundo mandato.

Segundo o jornal, Dilma escolheu o silêncio como estratégia para passar pela crise Política e enfrentar a grande turbulência que vive.Segundo a reportagem, o silêncio se tornou uma virtude e também um defeito para a carreira da ativista estudantil, que é líder da sétima maior economia do mundo.

O jornal ainda diz que a Presidente Dilma Rousseff foi detida e presa nos anos 70 sem delatar os nomes de “seus camaradas do submundo marxista”. Para o jornal,falta vontade de Dilma para se engajar em um debate e construir alianças. Por isso a crise foi instaurada no governo e Dilma se tornou a presidente mais impopular da história do Brasil, desde a redemocratização do país.

O periódico ainda afirma que menos de um ano após ser reeleita, Dilma enfrenta uma coalizão fragmentada, uma economia claudicante e o maior escândalo de corrupção na história do país.

A matéria ainda diz que até os mais pobres, que são sua base eleitoral, estão insatisfeitos com sua forma de governar o Brasil.

O semanário ainda afirma que ao longo dos treze anos de governo, o PT perdeu o brilho. E ao ser comparada com o ex-presidenteLula, o jornal afirma que falta "calor pessoal".

Segundo o texto, os diplomatas afirmam que a presidente tem pouquíssimo interesse pela política externa. Além disso, ambientalistas condenam sua aprovação do fraco código florestal.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Governo Política

Corrupção no Brasil

O jornal britânico ainda afirma que a corrupção é uma rotina no Brasil. E que as saída para Dilma seriam: renúncia, impeachment ou golpe. Mas que essas seriam saídas ruins para o país da América Latina. Eles ainda lembram dos protestos e das vaias que a presidente sofre sempre que aparece em público. E ainda perguntam: “Dilma pode sobreviver à essa turbulência?

Mais notícias:

Oposição já tem metade dos votos para iniciar impeachment contra Dilma

Angela Merkel chega ao Brasil para encontro com Dilma

Camargo Corrêa terá que devolver R$ 700 milhões por conta da Operação Lava Jato

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo