Vladimir Putin conseguiu oscilar de homem mais perigoso do mundo à pessoa mais influente e poderosa da atualidade. O presidente da Rússia foi o protagonista docenário internacional em 2015, a ponto de receber a carta de uma estudante russa de onze anos, que lhepediu um cachorro de presente, pois não tinha dinheiro para comprar um.

Para a surpresa de Anna Abramova, um belo filhote de labrador foi entregue em sua casa, na cidade russa deKursk.

O presidente não apareceu pessoalmente para entregar o novo amigo de Anna, mas surpreendeu a família ao proporcionar esse momentos para a garota, que é filha de uma professora.

Revelações, acusações e aumento de influência

Se durante a tensão na Ucrânia a Rússia e principalmente, Vladimir Putin, apareceram para a comunidade internacionalcomograndes vilões da história, hoje o presidente russo esbanja segurança e poder.

Ontem, a Rússia era punida pela União Europeia e até os Estados Unidos pediram a remoção do país do G20, hoje a Rússiaé quem pune os quedesrespeitam seu espaço ou cidadãos, como fez com a Turquia recentemente, além de bater de frente com aquele que pensava ser o homem mais poderoso do mundo, Barack Obama.

Pouco antes dos atentados terroristas de Paris, Putin conferiu uma entrevista em que acusou os EUA de terem criado o ISIS.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Curiosidades

Após os ataques, os dois países concordaram que estavam do mesmo lado para combater o Estado Islâmico, mas seus meios são bem distintos. Enquanto a Rússia e seus aliados (Irã, Iraque, a Síria de Assad e oHezbollah) querem destruir os jihadistas do EI, os EUA e seus aliados (sendo alguns deles França, Reino Unido e Turquia), também desejam destruir Assad, pois acreditamque não é possível acabar com o EI, sem destruir o governo de Assad.

Antes do inicio dos bombardeios na Síria, Putin já havia mandado o recado: "Fiquem distantes do espaço aéreo da Síria", mas Obama ignorou o aviso e continua realizando bombardeios. Se isso prosseguir, a Rússia e seus aliados vão realizar represálias e no cenário atual, o país governado por Putin tem muito mais poder e estrutura para lutar e destruir qualquer opositor, o que faz o mundo temer uma possível nova segunda guerra fria.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo