Virginia MacLaurin emocionou milhões de internautas por todo o mundo nesta segunda-feira ao conhecer pela primeira vez um presidente negro, Barack Obama, e a sua esposa, a Primeira Dama, Michelle Obama. A idosa, nascida em Washington, disse que já havia passado por muitas histórias na América: das duas guerras mundiais, assassinato de Martin Luther King e o direito das mulheres votarem, por exemplo.

No entanto, está vivendo algo que tinha em mente em nunca acontecer: um presidente e uma primeira-dama negros comandando os Estados Unidos.

Aceita pelo presidenciável para uma visita, Virgínia entrou na Casa Branca acompanhada de uma bengala, e, com a feição bastante feliz, abriu um longo sorriso ao ver o presidente e a sua mulher a esperando. Logo foi abraçada por Michele, (que revelou mais uma vez os seus dotes no ramo da dança).

"Estou tão feliz. Um presidente negro. Uma primeira-dama negra. [...]”, disse a idosa aos dois. Após isso, em um gesto de muita simpatia, Barack pegou nas mãos de sua ilustre visita e dançou com ela, ali mesmo.

Nas redes sociais, o perfil da Casa Branca fez postagem perguntando qual seria o segredo para conseguir dançar já nos seus 106 anos. Esse encontro da idosa negra com o presidente negro e a sua primeira-dama, aconteceu motivada pela comemoração americana do mês de celebração da herança afroamericana.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Curiosidades

A comemoração na Casa Branca rendeu algumas centenas de milhares de compartilhamento e mais de meio milhão de curtidas.

Com essa idade, muitos olhares se impressionaram, no entanto, não é a primeira vez que Virgínia atrai os olhares do povo. Recentemente a idosa chamou a atenção de todos quando revelou que trabalha 40 horas por dia como voluntária em uma escola. Lá, ela ajuda crianças que têm deficiências mentais e motoras, em Washington.

Porém, a poucos anos atrás, Virgínia passou por uma situação complicada. Na época, a idosa havia perdido quase todos os móveis do apartamento para onde se mudou,em Washington. Muitos percevejos invadiram a sua residência e deterioraram os seus móveis. Isso ocasionou a perda desses pertences, o que a fez passar a dormir em um colchão de água. No entanto, após uma campanha em rede social pelos seus amigos, Virgínia conseguiu, através de duas empresas de desinfestação, resolver o seu problema.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo