A consultoria Henley & Partners apresentou a sua publicação Visa Restrictions Index (Índice de Restrições de Vistos), que é uma listagem com as nações que detém os passaportes de viagens que viabilizam o acesso a um maior número de outros países como destinos sem que seja obrigatória a obtenção de visto.

O ditado de que “tamanho não é documento” no que se refere ao ranking de passaportes em questão é uma verdade.

Por exemplo, o Brasil surge na 20.ª posição no ranking geral, onde o gigante sul-americano em território está atrás de países pequenos como Chipre e a nação de Liechtenstein.

Mesmo assim o passaporte do Brasil consta no grupo dos mais poderosos, pois os cidadãos brasileiros conseguem alcançar 148 destinos nos quatro cantos do mundo, sem a obrigação da apresentação de um visto do país de destino concedendo o livre ingresso de brasileiros e com uma garantia específica para os que por lá desembarcam.

A pesquisa anual da Henley & Partners considerou 219 territórios e nações. Os primeiros da lista são Grã-Bretanha e Alemanha com livre entrada a 173 países sem a obrigatoriedade do visto. Já o Afeganistão e o Iraquesão os que têm os passaportes mais frágeis no que diz respeito ao livre acesso a outras nações, não ultrapassando o número de 25 nações com livre entrada.

Os 20 passaportes mais fortes são: 1.º - Reino Unido e Alemanha com acesso a 173 países; 2.º - EUA, Finlândia e Suécia indo a 172 países; 3.º - França, Dinamarca, Itália, Japão, Coréia do Sul, Luxemburgo, Holanda e Noruega para 171 países; 4.º - Bélgica, Canadá, Nova Zelândia, Portugal e Espanha com acesso a 170 nações; 5.º - Irlanda, Áustria, Singapura e Suíça com acesso a 169 terras; 6.º - Austrália com acesso a 168 Estados; 7.º - Gréciae Malta podendo ir a 167 Estados; 8.º - Hungria e Malásia com liberação a 163 nações; 10.º - Eslováquia com liberação a 162 Estados; 11.º - Liechtenstein e Eslovênia com liberação a 161 territórios estrangeiros; 12.º - Letônia com liberdade a 160 países; 13.º - Estônia e Lituânia com comunicação sem restrição a 159 países; 14.º - Polônia e Chipre sem necessidade de visto a 158 terras; 15.º - República deSan Marino a 153 nações; 16.º - Hong Kong ligando-se a 152 nações; 17.º - Mônaco a 151 terras; 18.º - Argentina, Brunei, Chile e Bulgária a 150 países; 19.º - Andorra e Romênia com acesso a 149 nações e 20.º - Brasil a 148 nações sem visto.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Curiosidades Turismo

Os 20 passaportes mais fracos são: 1.º - Afeganistão a somente 25 nações; 2.º - Iraque a 29 países; 3.º - Somália a 30 nações; 4.º - Paquistão a 31 Estados; 5.º - Síria a 33 países; 6.º - Nepal, Eritreia e Territórios Palestinos a 34 Estados; 7.º - Etiópia, Sudão do Sul e Sudão a 35 territórios estrangeiros; 8.º - Kosovo a 36 nações; 9.º - Irã, Líbano, Libéria e Líbia a 37 países; 10.º - Sri Lanka a 38 nações; 11.º - Iêmen e Coréia do Norte a 39 Estados; 12.º-Angola, Bangladesh e Mianmar a 40 países; 13.º - Burundi, Congo e Djibuti a 41 regiões do planeta; 14.º - Guiné Equatoriala 42 países; 15.º - Guiné com acesso a 43 países; 16.º - Nigéria, Camarões, República Centro-Africana e Jordânia a 44 países; 17.º - China, Argélia, Haiti, Vietnã eLaos acessando a 45 países; 18.º - Guiné-Bissau e Madagascar relacionando-se a 46 nações; 19.º - Egito, Camboja, Ruanda, Chade, Gabão e Turcomenistão a 47 países; 20.º - Butão com acesso a 48 nações.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo