O cerco se fecha! A Polícia Federal nesta manhã de sexta-feira (04), em virtude da 24ª operação da Lava Jato chegou á casa de Luiz Inácio Lula da Silva e de seu filho Lulinha em São Bernardo do Campo e no bairro de Moema em São Paulo.

Tudo indica que o ex-presidente e seu filho já foram conduzidos para depoimentos junto às autoridades policiais em decorrência de mandados, de busca e apreensão e condução coercitiva.

A nova fase Aletheia, nome dado a 24ª etapa da Lava Jato, promete investigar o envolvimento de Empreiteiras e Pecuaristas suspeitas de propiciarem vantagens destinadas à Lula. A ação já causa grande agitação e promete ser de decisões intensas, nessa fase, deverão ser esclarecidos os fatos e omissões relacionados ao imóvel Tríplex, no Guarujá e o Sítio, em Atibaia, ambos situados em São Paulo.

O pedido de habeas corpus, já havia sido providenciado pelos advogados de Lula, o que eles não sabiam era que, a medida tinha validade somente para São Paulo e não para Curitiba (PR), onde o Juiz Sérgio Moro despacha.

Os policiais chegaram ao local para o cumprimento da diligência, por volta das 6 horas da manhã e adentraram ao apartamento de Lula, que por sua vez, não reagiu e atendeu aos preceitos das autoridades.

Mesmo com os 44 mandados coercitivos sendo cumpridos nos estados brasileiros, ou seja, Rio de Janeiro, São Paulo e Bahia a mulher do ex-presidente ainda, não foi parte de rol de investigados da fase atual.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Lava Jato Lula

O forte policiamento foi avistado também em Moema (SP), na residência do filho de Lula, no Instituto Lula e no escritório da Empreiteira Odebrecht, que por sua vez, são suspeitos de fazem parte dos crimes de lavagem de dinheiro, dentre outros vinculados à Estatal, Petrobrás.

Portanto, há rumores que os acontecimentos de hoje, sejam frutos das investigações realizadas após, Delcídio do Amaral assinar o benefício da Delação Premiada (trata-se de um perdão judicial, que ao cumprir os requisitos do benefício, o réu, poderá obter a abolição ou redução de pena).

Nesse momento, o que se espera e o cumprimento legal dessa nova etapa, pois, não importa quem seja o alvo, mas sim, que os acusados sejam investigados e os culpados sejam condenados pelas práticas ilegais de seus atos, para trazer àpopulação brasileiraum alento, uma luz de que a Corrupção será combatida e os responsáveis, punidos.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo