Uma mulher morreu após ficar debaixo das rodas de um caminhão. Sua morte ainda foi declarada no local do acidente. De acordo com as testemunhas que assistiram a esse momento trágico, a mulher estava levando as duas filhas para uma escola primária ali perto, quando a mais pequena teria saído correndo para a frente do caminhão. A mulher poderia ter se sacrificado para salvar a filha, puxando a menina, mas sendo apanhada pelas rodas do caminhão de transporte. 

Tudo aconteceu na manhã desta sexta-feira, em Birmingham, na Inglaterra. Seriam por volta das 8h45 da manhã quando uma das meninas teria saído correndo para a rua, se colocando em perigo.

O impulso da mulher teria sido agarrar a menina, mas nesse movimento acabou ela atropelada pelo caminhão. O óbito dessa mãe que está sendo considerada uma heroína na Inglaterra, em uma notícia que está se tornando Viral na Internet, pelo sacrifício dessa mulher, foi declarado no local do acidente. 

A menina mais pequena foi transportada de helicóptero para o hospital, acompanhada por um médico, após receber os primeiros cuidados logo no local. A menina se encontra no hospital pediátrico de Birmingham, onde está sendo tratada a ferimentos pélvicos graves, mas estaria já livre de perigo. A outra menina, a irmã, também está sendo acompanhada pelo choque que sofreu. Não apresenta qualquer ferimento, mas está naturalmente muito afetada psicologicamente, após assistir a morte da própria mãe. 

A identidade da vítima não foi revelada, mas algumas testemunhas dizem que as conhecem e que viam aquela mulher levar as meninas todos os dias para a escola, apesar de não saberem quem ela é.

Os melhores vídeos do dia

Uma testemunha que assistiu ao acidente, acredita que a mãe se sacrificou para salvar a filha menor. "Foi uma tragédia horrível", contou em declarações citadas pelo jornal The Sun. 

No local, estiveram presentes policiais, paramédicos e ambulâncias. Um porta-voz do serviço de ambulâncias contou que os profissionais envolvidos nesse acidente, fizeram de tudo para salvar a mulher mas nada puderam fazer para evitar sua morte, confirmando que o óbito foi declarado no local.