Nesta quinta-feira, um homem de origem franco-tunisiana e muçulmano matou dezenas de pessoas em Nice, na França.O ataque terrorista foi calculado e aconteceu justamente em um dos feriados mais populares do país, a queda da Bastilha, quando os franceses comemoram sua principal revolução, que gerou o lema popular até hoje: 'Igualdade, Fraternidade e Liberdade'. Durante a queima de fogos, quando famílias estavam reunidas, o homem com um caminhão acelerou pelo caminho e provocou a matança. Além de atropelar várias pessoas, ele teria usado uma arma de fogo para atirar em quem estava pelo caminho.

O homem que seria de esquerda só parou os assassinatos depois que foi morto.

Mais abaixo nessa reportagem exibimos imagens fortes do momento em que o assassino levou tiros da Polícia francesa. Até o fechamento dessa reportagem, às 09h50, a França havia confirmado 84 mortes e mais de 100 feridos. Desses, 50 (entre mortos e feridos) eram crianças. Na manhã desta sexta-feira, 15, os principais jornais da França estamparam como capa uma imagem de uma das crianças mortas. Ela estava tampada com um cobertor térmico e com uma boneca ao lado. A foto chocou e viralizou por todo mundo, provando como o terror tem capacidade de destruir inúmeras famílias.

Autoridades francesas decidiram que não vão ficar caladas. Esse é o terceiro atentado terrorista em cerca de um ano e meio. O país sairia nessa semana do estado de emergência, mas esse já foi ampliado por mais três meses depois dos acontecimentos.

Os melhores vídeos do dia

Uma das possibilidades apontadas pelos especialistas é que o ataque tenha sido realizado pelo Estado Islâmico, novamente através dos chamados "lobos solitários", pessoas sozinhas que são absorvidas pela ideologia terrorista e organizam os ataques através apenas da comunicação pelo celular e computador com o Estado Islâmico.

Um jornal francês publicou que a delegação de atletas do país teria recebido uma ameaça de atentado durante sua participação nos jogos olímpicos do Rio de Janeiro, que começam no mês que vem. 

Veja abaixo o vídeo em que o atropelador de dezenas em Nica, na França, é morto:

#Terrorismo #Crime