Quando o monte Vesúvio mostrou sua fúria em 79 d.c, uma enorme nuvem tóxica composta de rochas, cinzas e fumaças matou todos os moradores de Pompeia e Herculano, surpreendidos pela erupção. Agora, cientistas advertem que o cenário poderá se repetir.

Segundo eles, o complexo vulcânico Colli Albani – até pouco tempo sem nenhuma atividade -, situado a 19 milhas (30 km) da capital italiana, Roma, pode irromper.

Pesquisadores avaliam que se isso acontecer, a destruição ocasionada será semelhante a ocorrida em Pompeia.

De acordo com informações do periódico europeu Express, cientistas do Instituto Nacional de Geofísica e Vulcanologia em Roma, notaram que o solo em volta do vulcão tem se elevado cerca de 2 milímetros ao ano desde 1993. Esse aumento sugere que o magma está subindo à superfície e que ele pode explodir.

Outro aspecto preocupante diz respeito as rochas ao redor. Ao analisarem essas pedras, cientistas observaram que o vulcão está inativo a há 36 mil anos. Conforme os estudiosos, o Colli Albani costuma ‘acordar’ a cada 31 mil anos. Isso significa que ele está cinco mil anos atrasado.

Apesar de estar adormecido há mais tempo do que normal, a equipe do Instituto Nacional de Geofísica e Vulcanologia acredita que uma erupção iminente não ocorra em breve.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Curiosidades Política

Entretanto, pesquisadores enfatizam que continuarão a monitorar o Colli Albani, com objetivo de avaliar a evolução do mesmo.

Conforme o líder dos pesquisadores, Fabrizio Marra, apesar do monte rochoso estar no estágio inicial, ele pode evoluir com o passar do tempo e ficar ativo. Porém, o estudo dos cientistas publicado esse ano na revista Geophysical Research Letters, avalia ser pouco provável que o Colli Albani entre em erupção antes de mil anos.

Todavia, a pesquisa adverte que quando isso acontecer, haverá um episódio generalizado de destruição.

O trabalho ressalta que quando o monte rochoso entrar em ebulição, a fumaça tóxica atingirá vários quilômetros de altura, ao mesmo tempo em que pedras e pedregulhos descerão morro abaixo, devastando as cidades mais próximas ao Colli Albani. Além disso, se o vento estiver soprando na direção de Roma, a capital poderá ser destruída pelo magma.

O vulcão Etna, na Sicília, é mais ativo da Itália. Em 2012 ele entrou em erupção e protagonizou belas imagens. Todos os anos centenas de turistas visitam a região com a finalidade de fotografar o Etna.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo