Essa pode muito bem ser a Família mais moderna de tossos os tempos. No Equador, nasceu o primeiro bebê, filho de um casal transgênero, em que o pai nasceu mulher, e a mãe nasceu homem. Esse casal foi notícia, no ano passado, quando Fernando Machado ficou grávido de sua companheira, Diane Rodriguez, também transgênero. Os dois nasceram com outro sexo e fizeram a mudança durante suas vidas. Agora, vivem o dom da paternidade, uma vez que seus corpos assim o permitiram, e estão fazendo história. 

Fernando Machado nasceu Maria e sua companheira Diane, nasceu Luis. Nunca antes tinham pensado em ser pais, mas, juntos, formam um casal transgênero, e sentem que são um casal igual a qualquer outro, que tomaram a decisão de ter um filho.

"Mesmo não tendo os mesmos direitos, nós somos como qualquer outra família", contou Fernando, em declarações para a BBC. 

O novo pai revelou ainda o que sentiu quando descobriu que estava grávido. "Comecei chorando de alegria, de medo", revelou Fernando sobre todas as emoções juntas que sentiu, contando que foi o "momento mais lindo" da sua vida, e que partilhou, imediatamente, com a sua mãe. Depois de uma gravidez inédita, mas muito desejada, nasceu o bebê. 

Quatro meses depois do seu nascimento, o casal não revelou ainda o nome do bebê, mas já falou que quer "alargar a família" mostrando o desejo de terem outros filhos. 

Diane contou que, por ser transexual, nunca pensou em ser mãe, pois ela nem é reconhecida como mulher, no Equador. "Para ser reconhecida, eu tinha que ser castrada", contou Diane.

Os melhores vídeos do dia

Naturalmente, tanto Fernando como Diane continuam com seus órgãos sexuais de nascença e só assim foi possível eles conceberem o bebê e, mais tarde, Fernando dar à luz, por cesariana, ao bebê do casal.

Diane Rodriguéz contou para a imprensa que não estão fazendo nada de ilegal. Os dois vivem juntos, como marido e mulher, e tomaram a decisão de adicionar um outro membro para a sua família. Nada que a lei possa condenar, apesar de serem notícia, por um homem conseguir engravidar. Antes disso, já Diane era bem conhecida na América do Sul, quando se tornou a primeira mulher transexual se candidatando para entrar no congresso.