Na noite desta segunda-feira (26), ocorreu um dos debates mais esperado pelo mundo, para assumir o cargo de presidente dos Estados Unidos, onde propostas foram colocadas e assuntos debatidos como defesa, impostos e tensão racial, mas não surpreendeu com expectativas inovadoras. Os candidatos mostraram como vinham fazendo em suas campanhas eleitorais, mantendo suas atitudes e suas ideologias que já haviam advogando.

O primeiro assunto de debate entre os candidatos à presidência foi sobre a Economia norte-americana e como fazer para aumentar e expandir a economia do país. Ele, Donald Trump, prometeu cortar impostos e negociar de novo acordos comerciais que haviam sido concretizados por Washington com outros países.

Ela, Hillary Clinton, propôs criar um projeto econômico que funcione não apenas para determinadas classes e sim para beneficio de todos do país.

O debate corria bem, até Donald Trump aumentar o tom de sua voz e interromper a candidata democrata quando ela falava de acordos comerciais e então o debate começou a ter interrupções por varias vezes. Tais interrupções vinham com o objetivo de ressaltar as imperfeições do projeto. Ele disse que por conta dos altos valores dos impostos, as empresas estavam deixando o país, e Hillary disse que vai investir em grande estabelecimento industrial, negócios de pequeno porte e outro princípios para geração de empregos.

Em relação à segurança, os candidatos Trump e Hillary prometeram trabalhar forte no combate ao Estado Islâmico. Hillary colocou suas ideologias em questão e disse: "Estamos fazendo progresso e temos que vencê-los".

Os melhores vídeos do dia

Já Trump disse que o atual presidente é culpado pelos acontecimentos no Oriente Médio. O debate ainda falou de conflitos raciais, sobre o atual presidente, armas nucleares, sendo todos respondidos pelos candidatos. Já perto do fim do debate, Trump provocou Hillary falando de sua pouco experiência e ela retrucou falando o que ela tinha feito em 2012 na Líbia.

Após o debate intenso que teve entre os candidatos, a "CNN" aponta que Hillary levou a melhor.