Anúncio
Anúncio

Um cão de raça Staffordshire Bull Terrier, mas que até poderia ser cruzado, atacou dois bebês e a mãe deles, dentro de casa. Um bebê de quatro meses, Archie Joe Darby, morreu, enquanto que o irmão de 22 meses, Danie, se encontra nos cuidados intensivos, gravemente ferido. A mãe dos meninos sofreu ferimentos menores mas se encontra arrasada, depois de perder o seu "anjo lindo" e de ter o outro filho em estado muito grave. O ataque aconteceu na tarde desta quinta-feira (13) mas se desconhecem ainda alguns pormenores, nomeadamente a razão pela qual os bebês estavam perto desse cão. 

O ataque aconteceu em Essex, no Reino Unido, e fez, para já, uma vítima mortal.

Os pais estão em estado de choque, tal como os vizinhos que garantem não terem percebido ainda o que aconteceu, e também não conhecem bem essa família. Alegadamente, a mãe dos bebês estava tomando banho quando tudo aconteceu.

Advertisement

A mulher teria se apercebido do ataque e, quando saiu, ainda foi mordida, possivelmente, quando tentava travar o ímpeto desse cão. 

O animal já foi abatido, e por consentimento do dono. Alguns vizinhos viram o animal sendo levado, em uma carrinha preta e, mais tarde, a polícia confirmou que o animal já tinha sido abatido. A polícia confirmou também que está decorrendo uma investigação, mas mais informações serão reveladas quando saírem os resultados das autópsias do bebê e do cão. 

De acordo com a imprensa inglesa, o ataque teria acontecido na casa dessa família, mas o animal não seria deles. O cão poderia ser de uma policial, Clare Ferdinand, de 31 anos, que possivelmente não se encontraria nessa casa quando o ataque aconteceu. Fonte próxima da família teria adiantado que essa policial poderia trabalhar também com o casal, informação que não foi confirmada pela polícia de Essex. 

Não existe também nenhum comentário de familiares desses bebês.

Advertisement
Os melhores vídeos do dia

Apenas os pais escreveram um comunicado, onde revelam a dor que estão passando, com a perda desse bebê e o estado grave do mais crescido. "O céu ganhou um pequeno e belo anjo, e ele vai fazer muita falta para todos nós e nosso outro pequeno soldado ainda está lutando forte", escreveram os pais, nesse momento tão difícil. 

Essa notícia está relançando o debate sobre os cachorros de raças potencialmente perigosas. Alguns comentários estão condenando quem deixou esses bebês perto desse cão e perguntam, mesmo, até quando as pessoas vão deixar animas dessas raças andando perto de crianças