Segundo informações locais, os rebeldes sírios apoiados por blindados e caças turcos teriam vencido a batalha da vila de Dabiq, na província de Allepo, contra o #Estado Islâmico (EI). Na manhã deste domingo (16), as forças rebeldes e turcas fizeram uma intensa ofensiva, obrigando a retirada do grupo Jihadista do local onde o EI prometia lutar a batalha apocalíptica contra os "infiéis" do ocidente.

Após a vitória da coalizão em Dabiq, as forças insurgentes invadiram a cidade vizinha de Soran, que também era controlada pelo EI, após longo combate que se iniciou na noite de sábado.

A PROFECIA

Segundo uma profecia do Islã, o exército dos muçulmanos teria enormes perdas, mas triunfaria na cidade síria de Dabiq, assim esperavam os membros do Estado islâmico.

Após os jihadistas tomarem Dabiq em agosto de 2014, o EI convenceu seus partidários a fazerem da pequena cidade da Síria, um símbolo da luta contra os infiéis.

"Os leões do Islã hastearam a bandeira do califado em Dabiq. Eles agora esperam o Exército dos cruzados", escreveu um simpatizante do Estado Islâmico no Twitter após a tomada de Dabiq.

De acordo com uma das versões dessa profecia, após a tomada de Dabiq, o exército muçulmano marcharia até a Constantinopla, que já foi uma antiga capital cristã, onde hoje é a cidade de Istambul, a maior cidade da Turquia. Sendo assim, a decisão da Turquia de unir forças com os grupos rebeldes é vista por alguns como um novo presságio.

A cidade de Dabiq simbolizava tanto para o EI, que após sua conquista o grupo a usou como referência em sua revista on-line, publicada em diversos idiomas.

Os melhores vídeos do dia

O FIM DA PROFECIA

No entanto, recentemente o Estado Islâmico abandonou o simbolismo da cidade de Dabiq, principalmente após as recentes vitórias dos rebeldes sírios junto às forças militares da Turquia e o avanço até Dabiq. Os jihadistas do EI começaram a dizer que essa batalha em Dabiq não seria a descrita na profecia, mas que poderia ser no futuro.

O Estado Islâmico aguarda em breve um ataque liderado pelo Exército Iraquiano, sobre sua principal cidade no Iraque, a cidade de Mossul. Enquanto as forças curdas com apoio dos #EUA marcham para Raqqa, considerada a capital do Estado Islâmico na Síria. #Mundo