Donald Trump, presidente eleito dos Estados Unidos, confirmou neste domingo (13) que fará um muro na fronteira com o México quando assumir a Casa Branca. A informação foi dada à emissora CBS. Ele acrescentou, porém, que em determinados lugares será feita apenas uma cerca. O magnata polemizou ao declarar, durante a disputa das eleições americanas, que os mexicanos pagariam pelo muro.

O presidente eleito disse ainda em entrevista que deportará cerca de dois a três milhões de imigrantes clandestinos com antecedentes criminais. Trump, em uma de suas promessas polêmicas, prometeu expulsar as pessoas que vivem ilegalmente no país.

Outra promessa seria acabar com o sistema de saúde criado pelo então presidente Barack Obama, o “Obamacare”. No entanto o bilionário voltou atrás e disse que é possível manter partes do sistema.

Protestos contra Trump

Os protestos contra Trump continuam a todo vapor no país. Entre os grupos que participam das manifestações estão os imigrantes, principais alvos do magnata. O final de semana inteiro foi de atos contra o bilionário. No sábado, 12, cerca de oito mil pessoas se concentraram em Los Angeles gritando palavras de ordem.

A surpreendente eleição de Trump

Donald Trump foi eleito presidente dos Estados Unidos nessa semana. A eleição do magnata surpreendeu o mundo e, principalmente, a imprensa internacional que apostava na vitória de Hillary Clinton. Diversos artistas de enorme influência nos EUA fizeram campanha pró-Hillary.

Os melhores vídeos do dia

Portanto, a decepção de cantoras como Beyoncé foi ainda maior. A americana teria chorado após saber o resultado das eleições.

Um artigo da BBC Brasil argumenta que o Facebook foi o principal aliado de Donald Trump para a vitória nas eleições. Embora as revistas e jornais americanos tenham apostado na eleição de Hillary, a rede social ofereceu uma “maneira poderosa de levar a mensagem diretamente ao eleitorado. Ainda mais porque a campanha considerava a maior parte da mídia tradicional como hostil e parcial”, conclui a reportagem.