O embaixador da Rússia em Ancara (Turquia), Andrei Karlov, foi baleado e morto durante a abertura de uma exposição de fotos turcas em uma galeria de arte, nesta segunda feira (19). O atirador ainda feriu mais três pessoas antes de ser morto pela segurança local. Após ter disparado o atirador gritou: “Não se esqueçam, Aleppo! Não esqueçam a Síria!"

Karlov, que tinha 62 anos, trabalhava atualmente como embaixador da Rússia e, nas ultimas semanas, havia participado de negociações para a retirada de rebeldes e civis das áreas cercadas pelo regime sírio.

Karlov ainda ficara conhecido por ter sido um dos melhores diplomatas de carreira na Coreia do Norte (2001/2006).

Segundo o ministério do Interior do país, o atirador era um policial, que depois de matar o embaixador ainda gritou para todos do local, pedindo que se afastassem, pois quem estivesse por perto iria morrer um a um.

Tudo aconteceu nesta segunda (19) e, segundo testemunhas o embaixador Karlov estava fazendo um discurso à frente de todos, quando o homem entrou e gritou, em turco: “Allahu Akbar”, que significa “Deus é maior“ em Português.

Logo em seguida, ele disparou oito tiros em direção ao embaixador. Um vídeo registrado pela câmera de segurança gravou o momento exato do assassinato.

O governo russo entrou em contato com o presidente da Turquia e condenou o incidente também prometeu combater o Terrorismo de maneira resoluta.

A morte e os atritos futuros

A morte do embaixador deverá agravar ainda mais os laços entre a Turquia e a Rússia.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia Mundo

Os dois países passaram um bom tempo defendendo visões diferentes, causando desentendimento entre ambos. Enquanto a Rússia apoia o regime de Bashar al-Assad, a Turquia apoia rebeldes, que estão desde 2011 tentando derrubar o ditador.

A relação entre estes dois países teve ainda uma piora em 2015, quando um jato russo foi abatido na Turquia. Os russos acusaram os turcos de terem violado o espaço aéreo.

A fronteira dos dois países foi extremamente importante para a passagem de militares armados nos últimos anos. As duas nações estavam tentando melhorar suas relações, o que pode ter prejudicado após a morte do embaixador. O atentado aconteceu às vésperas de uma reunião importante para discutir a situação da Síria.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo