Mais de 50 mil pessoas precisaram abandonar suas casas em Augsburg, Alemanha, em pleno domingo de Natal, para que especialistas pudessem desativar uma bomba da 2ª guerra mundial, com um peso de quase 2 toneladas. Essa foi a maior operação deste tipo já realizada no país desde que terminou a segunda grande Guerra. Os especialistas só conseguiram desarmar a Bomba no início da noite e aí ela já não oferecia mais nenhum risco. As primeiras investigações mostraram que é um artefato de fabricação britânica e foram necessárias quase 5 horas de muito trabalho. Só após a desativação da bomba é que os moradores puderam voltar para suas residências, felizmente com segurança e nenhum dano.

As forças de segurança providenciaram a evacuação da região, abrangendo um raio de 1,5 quilômetros do local onde a bomba se encontrava, mas muitas pessoas resolveram sair da cidade, mesmo morando em áreas consideradas seguras, para não correrem nenhum risco. O centro do município também foi todo evacuado, assim como os muitos edifícios que ficam localizados no centro histórico, entre eles a prefeitura e também a catedral, pois havia o risco de algo dar errado e a bomba ser detonada.

O número de pessoas a serem retiradas era tão grande que o início do trabalho para desativação da bomba atrasou cerca de 2 horas. Quase mil policiais e centenas de bombeiros foram chamados para ajudarem na operação. A cidade de Augsburg tem mais de 287 mil habitantes e a opção por desativar a bomba em pleno Natal foi uma forma de gerar menos transtornos para o município.

Os melhores vídeos do dia

Kurt Gribl, prefeito de Augsburg, divulgou um áudio informando que a cidade estava bem diferente do que as pessoas esperavam, com ruas desertas e as lojas fechadas em pleno Natal.

Essa bomba foi encontrada em uma obra, por acaso, mas descobertas assim são até comuns na Alemanha. Tudo indica que o artefato foi lançado pelos britânicos entre os anos de 1939 a 1945. Na Alemanha, com certa frequência são encontrados artefatos explosivos, mas o que chamou a atenção nesse caso era o tamanho da bomba e a destruição que ela poderia causar, caso algo desse errado.