Anúncio
Anúncio

Uma menina de sete semanas foi atropelada pela roda do carro do pai. As feridas na cabeça se revelaram irrecuperáveis e, apesar dos pais terem corrido com ela para o hospital de Bedford, no Reino Unido, era já tarde demais, e não havia nada mais que pudesse ser feito por essa bebê. Durante esta semana, o Tribunal de Luton esteve escutando esse caso, e acabaram considerando que os pais de Amirah Achtar foram "insensatos e imaturos", mas que tudo isso tinha sido um "trágico acidente".

Apesar de ilibados na morte da filha, Pai e mãe da bebê foram sentenciados por posse de droga, para venda.

Caso muito complicado esse, no Tribunal inglês de Luton.

Advertisement

Os juízes escutaram um incrível incidente, que levou à morte uma bebê de somente sete semanas, por um descuido de mãe e pai. Majid Achtar e Jessica Crocquet estavam brigando, quando tudo aconteceu. Alegadamente, Jessica tinha acabado de descobrir que Majid ia sair e tinha até hotel reservado. Com o ciúme, ela tentou impedir que ele saísse. Apesar de sua insistência, ele acabou fazendo uma mala e entrou mesmo no BMW, para ir embora.

Sem se conformar com essa decisão, Jessica foi atrás, levando a bebê Amirah, dentro de um cesto. O problema é que a menina não estava bem presa e, durante a briga, a bebê escorregou e caiu no chão. Nesse momento, o pai arrancou com o carro e passou com a roda sobre a menina. Uma testemunha assistiu a isso e comprovou a mesma versão que a polícia já tinha escutado inicialmente.

Advertisement
Os melhores vídeos do dia

O casal estaria bem irritado e, por grande azar, Majid arrancou com o carro, precisamente no momento em que a menina caiu no chão. Para o Tribunal, isso foi um "acidente", motivado pela falta de cuidado dos pais e até alguma desatenção. Porém, o juiz não acredita que eles tivessem alguma maldade ou intenção de fazerem mal para a bebê. O juiz disse mesmo que espera que eles consigam se recompor dessa enorme tragédia, por terem perdido a bebê.

Ilibados desse incidente, mas condenados por posse de droga. Majid, que até tinha algumas armas de fogo, e Jessica seriam fornecedores de droga. Foram os dois sentenciados por esse crime. O homem pegou uma pena de cadeia de quatro anos e oito meses, enquanto que Jessica apanhou 21 meses de pena mas suspensa, pelo mesmo crime que o companheiro.