Os crimes contra crianças e adolescentes surgem constantemente, casos que são inexplicavelmente possíveis e que fazem jus, a cada vez mais, sentirmos a necessidade de garantir a segurança e crescimento dessas pessoas tão frágeis. Desta vez, um crime hediondo e desprezível contra uma adolescente foi descoberto e está causando revolta em todo o mundo, pelo motivo da personagem principal envolvida no crime ser uma figura materna.

Uma mãe de 31 anos foi presa em Campânia, na Itália, na manhã desta terça-feira (31) com a denúncia de prostituir sua filha de apenas 12 anos. Conforme as autoridades da Procuradoria da República em Salerno, a mãe obrigava a filha a se prostituir e, entre os meses de junho e setembro de 2016, levava constantemente a menina para encontros sexuais com um idoso. O homem pagava à jovem um valor entre 5 e 15 euros (aproximadamente de R$ 17 a R$ 50).

Segundo os investigadores do caso, a mãe telefonava para o idoso com uma voz angelical, fingindo ser a adolescente, e assim, se oferecia e instigava o homem a encontrá-la em casa.

A mãe foi presa, assim impossibilitada de ficar com a filha, e a adolescente de 12 anos foi entregue a um tutor que será a responsável pela jovem daqui por diante. O idoso que manteve relações com a menina durante todos os meses ainda não foi preso.

Essa mesma mulher também é suspeita de outros crimes, como extorsão de um homem de 47 anos que havia tido relações sexuais em troca de dinheiro. Ela se aproveitava da situação para ameaçar o cliente, dizendo que iria contar para sua esposa sobre os encontros sexuais com ela.

Vale lembrar que esse caso ocorreu na cidade de Battipaglia, com aproximadamente 50 mil habitantes, em Salerno. E por incrível que pareça, um caso extremamente parecido causou reboliço nessa mesma cidade, em outubro de 2016, quando uma mãe foi acusada de oferecer e prostituir sua filha de apenas 13 anos em troca de pagamentos em dinheiro.

Uma semelhança triste e vergonhosa para essas mães que tinham o principal papel de proteger e amar suas filhas.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo