Esta foto dolorosa mostra o momento em que um menino de oito meses morreu nos braços de sua mãe horas depois de ter sido diagnosticado com Meningite. Antes, seus pais tinham pensado que tinha apenas um resfriado comum. O corpo do bebê Harry estava aumentando de tamanho, sendo devastado pela terrível erupção púrpura da doença. Os pais, Louise e John Done, ainda não estão sabendo lidar com a perda de seu filho.

Os corajosos pais têm compartilhado a foto de Harry, nos braços de Louise, com seu corpo inchado e irreconhecível, por ter suas mãos, dedos, pés e pernas se tornando pretas e rígidas, com o envenenamento de sangue.

Momentos depois, ele estava morto, e agora o casal devastado espera que a imagem chocante possa aumentar a conscientização da doença para que nenhum outro pai tenha que passar pelo trauma que eles estão passando: "A razão pela qual lançamos as fotos é porque as pessoas não percebem como a meningite pode ser brutal.

A meningite os estraga diante de nossos olhos, é inacreditável o que ela faz", revelou Louise, em declarações citadas no jornal Mirror.

Primeiramente, Harry ficou irreconhecível, ficando inchado e com erupção cutânea negra, antes que seus rins pararam de funcionar. "Está sendo difícil todos os dias. Você não pode descrever a perda de uma criança. Não há nada parecido, foi surreal, as semanas depois são difíceis de lembrar. Foi o meu pior pesadelo que se tornou realidade. Parece que estive num mundo paralelo depois da sua morte.Toda a sua percepção sobre a vida muda", revelou a mãe de Harry, completamente destroçada com a tremenda perda.

O menino estava em casa, quando começou a passar mal. Depois, foi tudo muito rápido. Assim que chegou no hospital, foi logo tratado com antibióticos para atacar a meningite, e ficou logo com oxigênio.

Os melhores vídeos do dia

Depois, começou aparecendo a erupção, ficando coberto da cabeça aos pés. "Eles estavam tentando estabilizá-lo e então eu só me lembro dos médicos dizendo que precisavam colocá-lo para dormir, mas eu não queria porque eu pensei que nunca iria vê-lo novamente. Eu sabia que ele não iria acordar, ele estava olhando nos meus olhos e eu disse a ele que eu estaria aqui quando ele acordasse", disse Louise.

Pouco depois, os médicos informaram os pais de que seu cérebro tinha inchado e que ele estava com morte cerebral. Louise disse: "Nós não queríamos que ele sofresse mais. "Tínhamos um padre vindo para abençoá-lo e então eles o tiraram das máquinas e nós o seguramos. Foi o momento em que ele faleceu nos meus braços".

Desde a morte de Harry, os pais têm aumentado a conscientização sobre a importância de vacinar os Bebês para a meningite.