Cansado de tanto mandar seu currículo e jamais receber um retorno, ou quando recebia não era a contento, August Laustsen, um jovem dinamarquês de 26 anos, decidiu inovar na hora de tentar o tão sonhado emprego. Ele teve uma ideia diferente para atrair a atenção de seus potenciais empregadores, as agências de propaganda e publicidade.

O site "AdWeek", que contou a história originalmente, afirma que o rapaz, que é diretor de arte e vive em Estocolmo (Suécia), se fez passar por cliente, o artigo mais valorizado nessas agências.

Ele fez contato por e-mail com praticamente todas as maiores agências da capital da Suécia afirmando ser diretor de marketing de uma empresa chamada Emerih, e dizia que procurava uma agência para desenvolver suas campanhas.

Mas a mentira não era tão "agressiva". No e-mail que enviava às agências ele dizia ser mandatória a visualização do site de sua empresa, para que, na primeira reunião de clientes, a agência já conhecesse o perfil da companhia.

E nesse momento a "farsa" era revelada. O site da Emerih nada mais era que uma página contendo seu currículo e suas habilidades.

No site ele explica também o motivo de se passar por cliente. Ele afirma que sabe que existem muitos jovens talentosos em sua cidade e sabe também que os diretores criativos estão com caixas de e-mail repletas de currículos desses candidatos. Por isso, dificilmente conseguem responder. Logo, para atrair a atenção de um desses diretores, só com uma inovação criativa, e foi o que ele explica ter feito. Ele fingiu ser um cliente.

August também explicou o significado do nome da empresa. Emerih, ao contrário, é "hire me", ou seja, traduzindo, "contrate-me".

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Vagas

Os empregadores que acessaram o site contam que a forma foi muito criativa. Ainda dizem que August fez a coisa certa, usou uma das habilidades mais importantes para o trabalho, a criatividade, para se colocar em evidência. E para você que acha que os possíveis chefes do sueco ficaram irritados ou se sentiram ofendidos ao descobrirem que foram enganados, você está errado. O retorno foi muito positivo. August conseguiu sete entrevistas de emprego e logo em uma das primeiras ele foi contratado.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo