A Polícia inglesa da Scotland Yard encontrou dois bebês gêmeos em estado crítico, dentro de um apartamento. Gabriel e Maria foram, alegadamente, atacados e feridos com um martelo, no interior da própria casa, no norte de Londres, na Inglaterra. O menino morreu, enquanto que Maria está gravemente ferida, e lutando pela vida, no hospital. O pai foi detido pela polícia e é, no momento, o principal suspeito pelo ataque brutal, que aconteceu na noite de sábado, dia 18 de março.

Os meninos ainda foram levados com vida para o hospital, mas Gabriel acabaria por não resistir à gravidade dos ferimentos, morrendo pouco depois. Sua irmã gêmea está em estado crítico, mas continua viva.

Enquanto no hospital, os médicos tentam salvar a vida dessa menina, a polícia vai investigando o caso no exterior, estando o Pai, de 33 anos, como o principal suspeito.

Alegadamente, o homem havia estado dentro do apartamento antes dos serviços de emergência chegarem. Ele teria fugido antes que eles chegassem e a polícia conseguiu capturá-lo no final da tarde de domingo, 19 de março, perto do local onde tudo aconteceu. O homem ficou detido, sob custódia. A polícia também já encontrou um martelo, dentro de um saco de areia, e vai agora analisar o objeto que teria sido utilizado como arma desse crime.

O pai das crianças está sendo acusado de homicídio e de tentativa de homicídio. Um vizinho disse que as crianças eram gêmeas e que moravam no último andar, com sua mãe romena e pai indiano, que tinha trabalhado como recepcionista noturno em um hotel próximo durante sete anos, mas que tinha parado dois dias antes desse incidente.

Os melhores vídeos do dia

Foi uma vizinha que chamou a polícia, quando escutou o pedido de ajuda de uma mulher, que seria a mãe dos meninos. A vizinha escutou muitos gritos durante a noite, e abriu a janela, perguntando se ela precisava de ajuda. A mulher só estaria gritando: "Os meus filhos". Mais tarde, a vizinha viu as crianças sendo levadas para o hospital.

O detetive Dave Whellams comentou o "trágico incidente", em declarações citadas pelo jornal Daily Mail. "Apesar dos melhores esforços dos profissionais médicos, o menino morreu tristemente. A menina permanece atualmente em estado crítico e está recebendo cuidados médicos especializados. Enquanto permanecemos nos estágios iniciais da investigação, um homem foi preso. Acredita-se que o incidente seja doméstico", comentou o inspetor policial.