Um tiroteio na cidade de Fresno, Califórnia, deixou três pessoas mortas nessa terça-feira (18), O atirador gritou "Allahu Akbar", um termo árabe que significa “Deus é grande”, e logo após disparou contra as vitimas. Ele acabou sendo preso momentos depois do ocorrido.

O atirador foi identificado como Kori Ali Muhammad, 39 anos. Em depoimento a polícia, ele confessou que atirou contra as vitimas porque carrega dentro do peito um ódio pelos brancos.

A polícia ainda acredita que o atirador é o mesmo que na semana passada efetuou disparos contra um segurança de motel na cidade. O segurança morreu quando recebia o socorro no hospital.

As três pessoas que morreram no ataque desta terça-feira eram brancas. O chefe da polícia local disse que algumas câmeras de segurança flagraram alguns minutos do ataque contra as vítimas. As imagens foram entregues a polícia e serão analisadas.

O chefe da polícia ainda disse que o atirador é rapper e tem o nome artístico de “Black Jesus”.

“Podemos afirmar que esse foi um ato aleatório de violência”, disse o chefe da polícia. “Acreditamos fortemente que ele agiu sozinho.”

Os tiros foram disparados em três lugares diferentes: em um quintal de uma residência, em um edifício das Caridades Católicas e em uma parada de ônibus.

O tenente Mark Hudson, que é porta-voz da polícia, disse que o FBI havia sido informado sobre os assassinatos e que era muito cedo para dizer se os crimes estavam relacionados com terrorismo.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Mundo

Muhammad foi detido e agora vai enfrentar quatro acusações de assassinato e duas acusações de tentativa de homicídio, afirmou as autoridades.

O crime causou muito pânico em pessoas que trafegavam pela localidade. “Pensei que fosse um ataque terrorista, cheguei a imaginar que ninguém conseguiria escapar dos tiros”, comentou uma mulher que estava no local.

“Foi traumatizante ver aquelas pessoas sendo alvejadas com os tiros e sem chances alguma para se defender, eu vi uma delas tentar correr para dentro de um estabelecimento comercial a fim de se salvar, mas foi alcançada pelo assassino e recebeu vários tiros a queima roupa”, comentou outra testemunha que estava no local do crime.

A notícia ganhou repercussão internacional e foi destaque nos principais meios de comunicação da vários países.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo