A região que permeia a Coreia do Norte não ficava tão tensa há muito tempo, desde a década de 50.

Em vista do comportamento do líder do país, Kim Jong-un, que não perde a oportunidade para mostrar ao mundo suas armas nucleares e mísseis, a Coreia do Norte está realmente sendo levada a sério.

Kim Jong-un é a terceira geração de "líderes" norte-coreanos. Tem a patente de general "4 estrelas" do exército norte-coreano.

Depois da morte do seu pai, Kim Jong-il, em meados de 2011, Kim Jong-un decidiu investir no poderio bélico e militar do país.

Há pouco tempo, durante um evento, não hesitou em mostrar 56 mísseis de classes distintas, declarando ao mundo que "estava pronto para uma guerra".

Poderio bélico

Segundo o governo norte-americano, Kim Jong-un não está exagerando: a Coreia do Norte tem, aproximadamente, 2 mil mísseis capazes de atingir países próximos, como Coreia do Sul e Japão, o que fez com que todos os países ficassem temerosos e vigilantes (incluindo a Rússia).

Depois de realizar diversos desfiles militares, alguns especialistas têm mencionado que existem suspeitas de que o país de Kim Jong-un tenha adquirido novos armamentos, como mísseis intercontinentais, como o Pukkuksong (testado com sucesso em agosto de 2016).

Fontes ainda afirmam que os foguetes presentes no desfile eram maiores do que os atuais KN-08 e KN-14, podendo até mesmo se tratar de mísseis intercontinentais de combustível líquido, o que poderia ser muito perigoso.

Alvos

Estudos da Fundação Heritage estimam que os mísseis da Coreia do Norte possam alcançar até 10 mil quilômetros, o que seria suficiente para que eles alcançassem o Canadá e os Estados Unidos.

Ainda, os alvos que mais poderiam sofrer com um ataque da Coreia do Norte são os países que ficam próximos. Ou seja, mísseis como o Teapodong poderiam atingir praticamente toda a Europa e grande área dos Estados Unidos.

Pode existir guerra?

Considerando que os mísseis norte-coreanos podem alcançar boa parte do mundo, sim, uma Guerra é possível, na visão de especialistas.

Você acha que a Coreia do Norte está mesmo preparada para uma guerra? Só resta esperar que Kin Jong-un esteja blefando, ou que os estragos não sejam tão grandes o quanto podem ser, em vista da tecnologia bélica existente na atualidade, que é capaz de destruir muita coisa em poucos minutos.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo