É um caso verdadeiramente misterioso o que aconteceu em um resort turístico de Benidorme, na ilha da Espanha. Kirsty Maxwell, de 27 anos, caiu do décimo andar do resort onde estava passando férias com amigos. Kirsty era da Escócia e teve morte imediata, no sábado passado. Agora, a polícia espanhola investiga um caso muito complicado de solucionar. Inicialmente, acreditaram que um homem poderia ser o responsável, mas entretanto ele já foi liberado. A nova hipótese é de sonambulismo.

Um homem britânico, de 32 anos de idade, foi detido horas depois do incidente "sob suspeita de homicídio". Porém, ele seria libertado pouco depois e até pode deixar já o país, depois de uma intervenção vigorosa do seu advogado.

O homem foi detido porque a jovem caiu da varanda do seu apartamento. Ele alega que ela teria entrado "por engano", confundindo com o apartamento de um amigo

Certo é que ela caiu, mas não se sabe ainda se foi empurrada, cometeu suicídio, ou até se caiu após uma crise de sonambulismo. O britânico diz nada ter a ver com a jovem, e os investigadores confirmam que ainda não existe evidência de qualquer delito criminal. No entanto, a família de Kirsty já contratou um advogado privado para lutar por uma acusação.

A ideia de sonambulismo aparece depois de um amigo a ter visto dormindo na cama, por volta das 7h50 da manhã e ela caiu por volta das oito da manhã, cerca de dez minutos depois.

No entanto, são várias as possibilidades que os investigadores estão analisando. A última hipótese é a de ter sido um trágico acidente quando ela poderia estar tentando fugir, depois de ter entrado no apartamento errado.

Os melhores vídeos do dia

Ela poderia ter tentado pular para a piscina, mas ter errado, caindo no chão, do lado da piscina. O apartamento desse primeiro suspeito estava mesmo em cima do apartamento onde ela estava hospedada, o que poderia ter motivado o erro.

No entanto, algumas fontes dizem que ela entrou no apartamento depois de autorizada pelo suspeito. As mesmas fontes também disseram que os cinco homens no apartamento são todos turistas britânicos, e que foram questionados após a morte de Kirsty, juntamente com nove outras pessoas, incluindo os amigos de Kirsty.

Existem câmeras de segurança, mas estão focadas na área da piscina. As imagens poderiam mostrar a mulher caindo no chão, mas não existem imagens da varanda de onde ela caiu. "Os resultados da investigação policial - encaminhada ao tribunal - e a autópsia preliminar apontam para a vítima se ter atirado para a morte. Não há indicações atuais da participação de outras pessoas", disse uma fonte policial, citada pelo jornal Mirror.

Kirsty casou com seu parceiro Adam, em setembro do ano passado.