Um policial foi preso no último sábado (13), sob a acusação de violentar sexualmente uma menina de 10 anos. Conforme informações das autoridades locais, a vítima era abusada pelo acusado com o consentimento da sua mãe, no distrito de Jabalpur, em Madhya Pradesh, na Índia. Os envolvidos no crime não tiveram as suas identidades reveladas para proteger a vítima.

De acordo com a criança, o suspeito praticava o abuso por quase um ano. Cansada da situação, a garotinha criou coragem e relatou os abusos que vinha sofrendo para sua avó, que, de imediato, foi até uma delegacia da cidade e fez uma queixa contra o policial.

As autoridades relataram que a menina passou por um exame médico e os resultados estão sendo aguardados. A Polícia ainda revelou que o pai da criança não sabia dos abusos, pois o seu trabalho envolve viagens frequentes.

Policial era amante da mãe

Ainda de acordo com a polícia, cerca de um ano e meio atrás, o pai da vítima havia comprado uma TV e uma moto em prestação e pagado com folhas de cheques, mas todo dinheiro acabou voltando. Um mandato de busca e apreensão foi então emitido para o pai da vítima.

O policial responsável pela operação, hoje acusado, começou a ter um caso amoroso com a mãe da vítima a partir de então. Conforme o depoimento da criança, sua mãe costumava trancá-la com o acusado em uma sala.

A criança também disse que o policial costumava espancá-la quando ela resistia aos abusos. Os avós da criança também informaram o Comitê de Bem-Estar da Criança (CWC) sobre o abuso e, de acordo com Akhilesh Mishra, oficial de capacitação das mulheres de Jabalpur, a vítima está traumatizada devido aos abusos que vinha sofrendo.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Polícia

"A avó da criança nos alertou na noite de sexta-feira (12). Era difícil acreditar que a mãe da criança permitia que um homem a estuprasse. Informamos imediatamente a polícia e registramos a declaração da criança. A menina está traumatizada. No entanto, ela claramente nos disse o que ela tinha passado", disse o Anju Lata.

Acusados pelo mesmo crime

O superintendente da polícia de Jabalpur, Anju Lata Patle, relatou que o suspeito e a mãe da vítima foram acusados pelo mesmo crime.

"O agente e a mãe da criança foram acusados por diferentes seções do Código Penal indiano e da Lei de Proteção das Crianças contra as Ofensas Sexuais (POCSO)", disse Anju Lata Patle.

A polícia está esperando o pai da vítima prestar o seu depoimento e, por isso, o caso ainda está sendo investigado.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo