A fama vem sendo a ambição de muitas pessoas, ainda mais com a recente popularização da ferramenta de vídeos YouTube, só que com todo esse crescimento da plataforma ficou cada vez mais difícil fazer sucesso, então você precisa ter um conteúdo cada vez mais único e especial para conseguir a "fama".

E por isso muitas pessoas se aventuram em iniciativas muito arriscadas, apenas querendo aumentar o seu número de seguidores, isso foi o que aconteceu com esse casal.

Monalisa Perez [VIDEO], de 19 anos, foi detida pela polícia depois de atirar contra seu namorado, Pedro Ruiz, do qual estava grávida do segundo filho. Tudo aconteceu em Minnesota (EUA) e foi transmitido pelo YouTube Live, o serviço de streaming em tempo real fornecido pela plataforma para os criadores de conteúdo.

A ideia era que o tiro não chegasse até Pedro. Ele segurava uma enciclopédia e o casal acreditava que um tiro não seria capaz de passar pelos livros, bem diferente do que aconteceu, uma vez que o tiro não só atravessou como atingiu o peito do jovem, de 20 anos.

A tia do jovem, Claudia Ruiz, disse em entrevista que o sobrinho havia lhe dito que o intuito da "brincadeira" era porque o casal queria ganhar mais seguidores para se tornarem famosos.

A tia disse que ainda alertou o casal para que não fizessem isso, que não utilizassem uma arma no vídeo, também contou que o casal se amava, e que não era o intuito de Monalisa atingir o namorado, tudo não passava de uma brincadeira que acabou saindo errado.

A filha de três anos do casal acabou visualizando toda a cena, bem como alguns vizinhos que se encontravam no local, e que acabaram explicando o que havia acontecido.

Os melhores vídeos do dia

Segundo o procurador James Brue, a arma usada na brincadeira era uma Desert Eagle, de calibre 50, e que o livro usado era uma enciclopédia de capa dura.

A jovem disse em seu depoimento que a tudo que aconteceu havia sido ideia de Ruiz, que a convenceu de fazer tudo isso, e ao checarem o Twitter da jovem encontraram um tweet dizendo que ela e o namorado iam gravar um dos vídeos mais perigosos de todos os tempos, e que a ideia era dele, não dela.

O canal do casal no YouTube foi criado em maio deste ano, para mostrar como é a vida de um casal jovem que possui filhos. Mas tudo indica que o assunto não estava rendendo a quantidade desejada de seguidores por eles, e isso fez com que eles apelassem para alguns assuntos que poderiam vir a render mais, resultando na morte do jovem nessa última segunda-feira.