Uma grande Tragédia aconteceu na madrugada desta quarta-feira (14) em londres. Um edifício pegou fogo e deixou mortos e feridos. O corpo de bombeiro foi acionado e mais de cinquenta pessoas foram distribuídas em cinco hospitais da região.

Ainda não se sabe qual o motivo do incêndio.Testemunhas disseram que viram uma mãe lançar seu filho pela janela, como última medida de segurança.

A torre Grenfell tem 24 andares e 120 apartamentos. Cerca de 500 pessoas habitam o local, mas ainda não se sabe quantas estavam lá no momento do acidente.

Publicidade
Publicidade

Mãe lança bebê do prédio em chamas

Testemunhas disseram ter visto um bebê ser jogado pela mãe e salvo por um morador ali presente. Segundo relatos, um homem ouviu pedidos de socorro de uma mãe desesperada pedindo para pegar seu bebê. Ele conseguiu agarrar a criança, que foi jogada do nono ou décimo andar. O homem disse ter visto várias pessoas batendo e tentando quebrar as janelas para tentar escapar da fumaça.

Outra testemunha disse ter visto uma outra criança ser lançada pelos pais. A criança teria por volta de 5 anos de idade e foi jogada do quinto ou sexto andar, também salva com sucesso.

Vários moradores alegam não ter ouvido a sirene do edifício soar quando tudo começou. Muitos deles só conseguiram sair quando ouviram a sirene do carro dos bombeiros e gritos desesperadores de pessoas na rua.

O fogo foi contido pelos bombeiros por volta das 4 horas da manhã, horário de Brasília. Até o momento, o corpo de bombeiros lista seis mortos e 70 feridos.

A hipótese de desabamento não está descartada. Contra o tempo, os bombeiros fazem o possível e o impossível para resgatar mais alguns possíveis corpos do local.

Publicidade

Torre Grenfell

O prédio foi construído em 1974 e, em 2012, passou por uma vistoria que constatou algumas falhas em caso de incêndio. Em 2016, o prédio passou por uma reforma no valor de aproximadamente R$ 10 milhões. “Tudo indica ser vazamento de gás”, disse um dos responsáveis do local. A perícia está trabalhando em cima de todas as hipóteses.

O chefe da brigada de incêndios relatou ser um dos maiores incêndios registrados em Londres até o momento.

Ele, em seus 29 anos de trabalho, disse nunca ter visto nada igual. “Espero não acharmos mais nenhuma vítima em meio dessa carcaça que está o edifício”, disse.

Leia tudo