De acordo com reportagem divulgada pelo site do jornal britânico Daily Mail, o piloto Alexander Akopov, de origem ucraniana, está sendo tratado como um verdadeiro herói por ter conseguido a façanha de pousar um avião modelo Airbus A320 sem poder ver o que estava fazendo, já que a aeronave foi seriamente avariada por pedras de granizo do tamanho de bolas de golfe enquanto sobrevoava o céu da Turquia na quinta-feira (27).

O jato comercial guiado por Akopov – que transportava 121 passageiros e seis tripulantes – foi atingido por uma fortíssima tempestade a 1.300 metros de altitude, apenas 10 minutos após ter decolado em direção a Erkan, no Norte do Chipre.

Publicidade
Publicidade

As grandes pedras de gelo danificaram consideravelmente tanto o chamado "nariz" do avião (estrutura no interior da qual se encontra todo o sistema de navegação da aeronave) quanto os para-brisas frontais, estilhaçando os vidros e deixando-os totalmente opacos.

Como aquela era uma situação de extremo risco – o sistema de pilotagem automática, inclusive, parou de funcionar –, Akopov, que trabalha para a empresa turca AtlasGlobal, foi direcionado para um pouso de emergência no Aeroporto Atatürk, situado em Istambul.

Avião pilotado por Alexander Akopov foi avariado por forte chuva de granizo
Avião pilotado por Alexander Akopov foi avariado por forte chuva de granizo

A aterrissagem foi acompanhada por equipes de emergência em solo, que estavam a postos com equipamentos para combater incêndio e ambulâncias, caso o pior acontecesse.

Descendo completamente "às cegas", o condutor se mostrou um exímio piloto, pois mesmo naquela situação adversa – onde não podia ver a aproximação do solo – conseguiu aterrissar sem maiores dificuldades.

Um vídeo da manobra foi registrado e divulgado nas redes sociais. Acompanhe:

Condecoração

Assim que aterrissou o avião, Alexander Akopov foi ovacionado pelas pessoas que estavam no Aeroporto Atatürk.

Publicidade

Outros pilotos que testemunharam a cena, inclusive, comemoraram a manobra piscando as luzes de suas aeronaves, e subiram a bordo do Airbus A320 para cumprimentar Akopov e seu copiloto.

Em função do ocorrido, o capitão com 30 anos de experiência de voo encontrou-se com o presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko, e recebeu uma condecoração daquele país conhecida como Ordem da Coragem, concedida a pessoas que resgatam indivíduos ou materiais valiosos pondo em risco a própria vida.

Os aviões são equipados com radares para detectar variações nas condições climáticas, e Akopov afirmou que o equipamento do jato que pilotava não registrou a aproximação da tempestade, sendo este o motivo de a aeronave ter sido avariada pelo granizo.

Falando sobre a aterrissagem, o piloto declarou: "Foi difícil, mas o principal é que as pessoas estão vivas".

Leia tudo e assista ao vídeo