O Japão costuma ser o país das grandes inovações científicas e tecnológicas, ficando em destaque em relação a muitos outros países. Muitas empresas japonesas são imensamente prestigiadas em várias partes do mundo. Apesar disso, o povo desse país tem suas peculiaridades, que, às vezes, chegam a serem engraçadas.

Um fato que está tendo repercussão é o caso de japoneses que estão trocando mulheres reais por mulheres de mentira, as bonecas sexuais. Parece estranho, mas é verdade.

Publicidade
Publicidade

Uma pesquisa revelou que os números desse caso estão crescendo cada vez mais no país. Ainda segundo estudos, a média de venda de bonecas desse tipo é de aproximadamente duas mil por ano no Japão.

O que torna o caso ainda mais esquisito é o modo como os homens tratam o brinquedo. Para muitos, é como se fosse da família e faz parte do dia-a-dia como uma pessoa de verdade. Masayuki Ozak, por exemplo, tem 45 anos de idade e revelou que ama sua boneca.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Mulher

Isso porque se sente bem ao saber que ela está sempre "acordada" e pronta para recebê-lo quando tiver um dia de trabalho ruim e sempre estará esperando por ele.

Segundo Ozak, ele e sua Mulher pararam suas atividades sexuais depois que ele deu à luz. Ele então começou a se sentir solitário e precisando de alguém para ajudá-lo. Foi aí que ele conheceu o mundo das bonecas e se apaixonou. Apesar de parecer confuso no começo, Ozak foi se adaptando, assim como sua esposa, que teve que aceitar o fato.

Publicidade

Hoje, eles dormem na mesma cama e convivem juntos como uma família.

Ozak contou que quando sua filha viu a boneca, achou ser uma Barbie em tamanho gigante e até começou a ter medo depois de descobrir o que era. Hoje, a menina até compartilha as roupas com o brinquedo. O homem disse ainda que leva a boneca para passeios e até a presenteia com joias.

Para quem não conhece, as bonecas infláveis, como são conhecidas, são um tipo de imitação de mulher feita a partir de um material semelhante ao da pele dos seres humanos.

Elas têm a função de substituir as mulheres de verdade na relação sexual e possuem todos os orifícios necessários para o sexo, seja ele anal ou vaginal.

No mercado atual, custam em torno de R$ 20 mil e são vendidas em quase todos os países do mundo, principalmente para pessoas viúvos e deficientes que acham no brinquedo a parceira perfeita. Mesmo com os benefícios trazidos pela boneca, a psicologia não avalia o caso como algo bom, pois acredita que homens que praticam relações sexuais e afetivas com elas costumam ser solitários.

Publicidade

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo