Dois socorristas mortos e dez turistas feridos. Esse é o resultado parcial de uma tragédia ocorrida neste domingo (2), às 11h30 (hora local), na Indonésia, após um popular vulcão, adormecido desde 2009 na ilha de Java Central, entrar em erupção no momento em que 17 pessoas visitavam o local.

Batizado de Sileri, a cratera situada no platô Dieng surpreendeu visitantes e resgatistas, ao começar a expelir gases tóxicos.

De acordo com informações do jornal britânico Daily Mail, ao ser enviado à região para resgatar as vítimas, o helicóptero de salvamento com oito tripulantes, caiu.

Até o momento, foi identificado a morte de dois profissionais.Porém, seis membros da equipe continuam desaparecidos – possivelmente mortos.

Como acontece em toda cena de fatalidade, curiosos se aproximaram do vulcão para acompanhar o resgate de perto, sem perceberem que estavam pondo a própria vida em risco.

Portanto, com objetivo de preservar os observadores, autoridades solicitaram a evacuação da área. “Soldados e policiais foram enviados para a cena, enquanto os residentes locais e os visitantes foram convidados a evacuar a área em caso de novas erupções”, destacou o jornalista Gareth Davies.

De acordo com declarações do oficial Adhy Karyono, o helicóptero de resgate colidiu contra um penhasco da região, no fim da tarde deste domingo.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Curiosidades Política

Embora as circunstâncias da colisão não tenham sido elucidadas, é provável que a fumaça e dejetos expelidos pelo Sileri tenham prejudicado a visibilidade do piloto.

Apesar do infortúnio com os socorristas, militares foram enviados à área em missão terrestre, em busca das outras seis pessoas desaparecidas.

“É uma área montanhosa, mas é acessível e nossa equipe [que] já está no chão. Então, estamos fazendo o nosso melhor para encontrar os outros passageiros", disse Adhy Karyono.

Autoridades acrescentam que, entre os dez vulcões existentes no platô Dieng, o Silieri é o mais ativo e perigoso de todos. Após entrar em erupção pela última vez em 2009, por exemplo, a cratera expeliu materiais vulcânicos que chegaram a 199 metros de altura (656 pés).

Localizado no bairro da província de Java Central, a pouco mais de 2 km de altitude (6.600 pés), o platô Dieng atrai turistas devido a construções de templos hindus do século 9.

No entanto, os perigos do lugar são conhecidos da população desde a década de 70. Na época, cerca de 142 pessoas morreram asfixiadas quando ele entrou em erupção, em 1979.

Assista abaixo a gravação feita por um morador, instantes depois do Sileri ‘acordar’.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo