Recentemente, quando o malásio Danish Ho passeava com a família pelo município de Johor Bahru, não imaginava que seria testemunha de um inusitado episódio [VIDEO]. Na ocasião, ele foi surpreendido pelo surgimento de um ser rastejante de cabeça bifurcada, semelhante ao formato de martelo.

Confuso com a presença do bizarro animal, Danish pensou se tratar de uma cobra. Sem titubear, sacou o celular e começou a filmá-la rastejando pela calçada, para postar na internet e descobrir a espécie do suposto réptil.

Ao indagar sobre a identidade do bicho, descobriu que não era uma cobra, mas sim uma criatura nojenta chamada ‘verme-martelo’, nomeada pela ciência de Bipalium kewense – uma das maiores espécies de vermes catalogadas no planeta.

O Bipalium, que vive em solo úmido, alcança um metro de comprimento, se alimenta de animais menores, como moluscos, e também vermes de tamanho inferior. Por pertencer à família dos platelmintos (invertebrados de corpo mole), ele pode ser cortado em vários pedaços e, mesmo assim, é capaz de sobreviver e gerar uma nova cópia de si mesmo.

Conforme o jornal britânico The Sun, o Bipalium kewensen é considerado uma criatura invasiva nos Estados Unidos e na Europa. “O que significa que pode se espalhar até tal ponto que causa danos ao meio ambiente ou à saúde humana”, complementa a jornalista Sara Kamouni.

Nojento e carnívoro

Além da aparência repulsiva, a criatura realmente é uma ameaça, pois usa a viscosidade (ou limo) produzida pelo organismo para aprisionar e devorar suas presas.

Os melhores vídeos do dia

O bicho, que é carnívoro, ainda apresenta uma característica mórbida, poucas vezes observada no reino animal. Quando está faminto e não encontra alimento, ele come a si mesmo digerindo os próprios tecidos, inclusive os órgãos reprodutivos.

Ele também é capaz de se reproduzir sozinho. “Falando sobre a reprodução, os vermes-martelos colocam ovos, mas, como outras espécies [de platelmintos], também podem se reproduzir tirando peças do corpo e permitindo que na seção destacada cresça uma nova cabeça dentro de 10 dias, em um processo chamado fragmentação”, explica Sara.

Segundo o The Sun, a gravação original já teve mais dez milhões de visualizações. Nela, o verme-martelo 'desfila' despretensiosamente por 17 segundos, antes do encerramento do filme.

Contudo, se você estiver comendo, ou se considera uma pessoa sensível, é melhor evitar o vídeo. Porém, se a sua curiosidade for maior que seus temores, vá em frente. Mas lembre-se: você foi alertado.