Alguns casos bizarros acabam chamando a atenção de toda a mídia. Nesta semana, por exemplo, diversos veículos de comunicação noticiaram o estupro coletivo contra um burro [VIDEO] na cidade de Sidi Kamel, no Marrocos. A zoofilia é vista como crime na maior parte das sociedades. Segundo a imprensa local, pelo menos 15 garotos menores de idade tiveram relação com o animal. O sexo não consentido com o bicho, no entanto, acabou gerando sérios problemas de saúde para os envolvidos no caso.

Estupro coletivo de burro termina com envolvidos em hospital por suspeita de raiva

O problema é que o burro estuprado estava com o vírus da raiva.

Essa doença tem o potencial de morbidade muito alto. Em alguns países, por exemplo, essa taxa chega a quase 100%. É praticamente impossível alguém não falecer da doença, que no Brasil é bastante incomum, mas que matou recentemente uma mulher no Rio de Janeiro. Ela foi mordida por um morcego silvestre e não resistiu. Todos os garotos que estupraram o bicho não teriam usado preservativo no ato e, por isso, ficaram preocupados, decidindo ir ao médico.

Famílias de menores que estupraram burro estão chocadas e envergonhadas por abuso contra animal

Não demorou muito para que o Hospital de Mechraa Belksiri ficasse lotado de garotos que teriam cometido o mesmo ato. Um após o outro foram entrando no local e surpreendendo quem ali estava. Os médicos então descobriram que se tratava de um caso de zoofilia coletiva.

Todos os meninos faziam sexo com o burro que estava com raiva. Por precaução, os profissionais da saúde decidiram internar todos os garotos no local.

Mais garotos podem ter cometido sexo contra burro que tinha raiva no Marrocos

Eles foram vacinados contra a raiva e ficaram uma semana internados. As famílias, é claro, descobriram o motivo da internação e disseram que ficaram muito envergonhadas com tudo o que aconteceu. Alguns parentes pareciam acreditar que aquilo, na verdade, não passasse de um pesadelo. Conforme relatos, vários meninos com idades similares às dos infectados foram vacinados por precaução. Agora, segundo jornais locais, mais meninos podem estar relacionados ao sexo com o burro.

Burro estuprado por adolescentes deve ser morto

Os médicos explicam que a saliva do animal é capaz de transmitir a raiva. Uma mordida também seria capaz de transmitir a doença. Para evitar que mais menores possam ser infectados, as autoridades solicitaram que o dono do burro sacrifique o seu animal.