Amanda McLaughlin é uma mulher diferente das outras. Desde os 13 anos de idade, ela convive com uma condição muito estranha. A inglesa diz que fica excitada o tempo inteiro.

Isso obriga com que o namorado de Amanda, hoje aos 23 anos, o tempo todo faça atos sexuais com ela. A tal condição pode até ser vista por bons olhos por alguns homens, mas é uma verdadeiro inferno na vida de Amanda.

Conheça a desordem de excitação genital persistente, a doença que faz mulher ficar excitada o tempo inteiro

A excitação da jovem não é normal.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Futebol

Ela é considerada uma doença e apenas foi descrita pela ciência no ano de 2013. Segundo os profissional da saúde, a inglesa está longe de ser ninfomaníaca, mas quem tem a chamada desordem de excitação genital persistente.

O grande problema da inglesa é que se sabe muito pouco da doença até os dias de hoje. Isso tudo, é claro, ocorreu após ela e mãe sofrerem muito e a família não entender porque Amanda era uma garota tão "acesa".

A doença sexual que faz jovem ter excitação o tempo todo: 'Atrapalha minha vida'

A enfermidade traz mais aspectos negativos para Amanda do que positivos. Ela afirma que suas pernas ficam bambas e que sente dores pélvicas. Além disso, a mulher não consegue quase sair de casa ou trabalhar.

Isso porque quando o namorado não está em casa, ela se vê ‘’obrigada’’ a se masturbar o tempo todo. Em entrevista à BBC, Amanda McLaughlin diz que aos 13 anos já dizia para a família que queria muito sexo [VIDEO]e orgasmo. Na época, ela ainda era virgem.

Mãe de jovem com doença da excitação sexual diz que achou que filha era depravada sexual: 'Me culpo muito'

A BBC também conversou com a mãe de Amanda, Victoria.

Ela afirmou que não acreditava na filha e que até pensou que ela não passasse de uma predadora sexual, uma mulher depravada, que apenas queria sexo.

Victoria diz que hoje se culpa muito por esse tipo de pensamento e que tenta ajudar a filha a vencer tal mal.

Médica tenta ajudar mulher que quer sexo o tempo inteiro com marido

Jojo, namorado de Amanda, não julga a mulher. No entanto, ele diz que ter oferta de sexo o tempo todo não é fácil como pode parecer, quando estamos falando de um distúrbio.

Ele disse, inclusive, que a relação sexual é complicada. Agora uma médica americana, Priyanka Gupta, da Universidade de Michigan,tenta ajudar Amanda. Ela ainda não achou a cura para seu problema, mas, através de medicações, tem ajudado a diminuir os sintomas da inglesa.