A morte da fisiculturista australiana Meegan Hefford, de 25 anos, tem chocado o mundo. A notícia pegou a todos de surpresa e tem estampado os mais diversos e variados site e blogs de notícias por todo o mundo, inclusive sendo destaque em algumas emissoras de televisão. O que mais chama a atenção neste caso é a morte por excesso de proteína ao corpo, caso nunca ocorrido ou nunca noticiado anteriormente.

Sabemos que uma boa dieta está acompanhada a uma boa dose de proteína, porém o perigo vem quando essa base de proteína não acompanha as riquezas dos carboidratos. Nos últimos meses, a pratica de se consumir muita proteína e pouco carboidrato tem se tornado frequente, é tipo como uma modinha entre aqueles que praticam exercícios em academias e desejam corpos esculturais, com menos gordura e aumento de massa magra.

Um exemplo desse público são os fisiculturistas, que abusam do recurso pois além da própria proteína consumida, eles aderem a outros suplementos com base nos mesmos nutrientes. O shake está entre os principais utilizados por esse grupo.

No caso que ocasionou a morte de Meegan Hefford, os resultados desejados através da dieta rica em proteína vieram, porém acabaram tirando o que ela tinha de mais precioso, que era sua vida. Vale ressaltar que ela morreu no dia 19 de junho deste ano, mas somente agora, dois meses depois, foi divulgada a verdadeira causa da morte, comprovando o alto consumo de proteína. A rede de televisão CNN divulgou que Meegan Hefford, não tinha conhecimento, mas vinha sofrendo de um conflito no metabolismo que a impedia de quebrar toda proteína ingerida de forma correta.

Isso resultava em um acúmulo de nitrogênio em seu organismo em forma de amônia, substância completamente toxica em casos de excesso.

A mãe de Meegan Hefford informou que ninguém da família tinha o conhecimento ou menos suspeitava que ela passasse por esse problema, que só veio à baila no dia de sua morte. Ainda segundo ela, Meegan começou a se sentir mal de repente e logo entrou em colapso. Diante disso, é notório que é preciso sempre estar passando por check up antes mesmo de iniciar qualquer dieta, lembrando sempre de procurar ajuda profissional especializada. Isso vale até para aqueles casos em que dão preferencias a alimentos saudáveis. É preciso que cada pessoa tenha consciência que um regime pode comprometer a saúde e a ingestão de suplementos só devem ser feitas após uma recomendação médica.