Cuidado ao enganar uma mulher, porque ela poderá descobrir e tomar medidas drásticas, como o que aconteceu neste caso na cidade de Kattipuram, na Índia. Um homem de 26 anos, conhecido como Irshad, teve o pênis cortado pela amante e precisou ser levado às pressas para o atendimento médico, mas ainda não há certeza de que será possível reimplantar o órgão genital.

O homem mantinha um caso com a mulher, mas estava de casamento marcado com outra moça, escolhida por sua família. Quando ela descobriu a história, resolveu pôr fim ao seu sofrimento e armou uma emboscada para Irshad. A amante se passou pela futura esposa do indiano e o convidou para se dirigir a uma casa afastada, onde cortou seu pênis.

Os gritos do rapaz foram ouvidos pelos moradores, que imediatamente chamaram a ambulância, que o levou para um hospital localizado na cidade de Kozhikode, onde está sendo tratado. Segundo os médicos, ele perdeu muito sangue.

Após ser traída e chamada de feia, indiana corta o pênis do marido

A Índia é o país campeão em casos de pênis cortados e, portanto, esse não é um caso isolado. Uma das histórias conhecidas é de Rita Yadav, 28 anos, que ficou dez anos sem ter relações com seu marido, Ved Prakash, 31 anos. Além de não fazer sexo com a esposa, o indiano ainda a ofendia dizendo que ela era muito feia e que não aguentava mais olhar para a sua cara. Rita não queria apenas sexo, queria ser mãe, o que lhe estava sendo negado.

Para piorar a situação, além de não dar conta do recado em casa, Ved procurava outras mulheres para fazer sexo, o que foi se tornando uma tortura para esposa. Um dia ela resolveu que daria uma basta na situação e resolveu "cortar o mal pela raiz" literalmente.

O marido, que era taxista, trabalhou a noite toda e ao chegar em casa pela manhã, tudo parecia normal.

Porém, quando estava tomando banho, levou uma pancada na cabeça. Rita, aproveitando que o marido estava inconsciente, cortou o pênis com uma faca. Quando o indiano acordou meia hora depois, percebeu o que havia acontecido e já com muita dor, chamou um amigo, que o levou para o hospital

Ao contrário do primeiro caso, em que não há certeza de um reimplante, Ved sofreu uma cirurgia de reconstrução do pênis, que durou cinco horas, e o membro foi recolocado no lugar.

De acordo com o médico que o atendeu, apesar de conseguirem reimplantar o órgão genital do taxista, ele quase morreu porque perdeu muito sangue. O pênis está no lugar, mas os médicos dizem não poder garantir se ele funcionará normalmente.

Nos dois casos, as mulheres foram condenadas pelo crime, que na Índia significa causar danos graves com armas letais.

Siga a página Saúde
Seguir
Siga a página Curiosidades
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!