Com olhos grandes e arregalados, cabeça desproporcional, sem nariz e ouvidos visíveis, um recém-nascido no município de Aligarh (Uttar Pradesh, Índia [VIDEO]), causa espanto na família e nos moradores.

Apelidado de ‘alien’ pelos habitantes, devido as deformidades faciais severas, que o fazem parecer um ‘extraterrestre [VIDEO]’, o menino ainda sem nome, surpreendeu até mesmo os pais Karishma e Arshad.

De acordo com a imprensa britânica, Karishma, mãe do rapaz nascido na madrugada de terça-feira (19), revela espanto com as peculiares condições do bebê.

“Seus olhos eram vermelhos e enormes. Ele estava olhando para mim e seu nariz estava plano. Ele também não tem ouvidos”, declara.

A mulher ainda salienta ter trabalhado até a noite, no dia do nascimento. Também revela que o filho foi gerado na madrugada, às 4 horas, de parto natural. Porém, confessa não ter conseguido manter a imparcialidade. Mesmo sem querer, Karishma foi tomada pelo sentimento de repulsa ao observar o próprio bebê.

"Eu estava ansiosa para vê-lo, mas quando eu vi seu rosto não consegui acreditar no que vi. Eu nunca vi uma criança assim antes”, desabafa – confira as manchetes.

Desde ontem o assunto repercute no município.Curiosos vão ao local somente para ver a incomum fisionomia da criança.

Apesar da perplexidade da mãe em relação a singular aparência do filho, o pai Arshad acredita haver uma força maior regendo a situação. Para ele, as perturbadoras imperfeições são uma espécie de provação divina.

“Deus o entregou a nós. Não o abandonaremos. Nós cuidaremos dele enquanto ele sobreviver”, destaca.

Segundo a mídia inglesa, médicos que analisaram a criança constataram que ela goza de boa saúde. Pesa cerca de 2,26kg e tem os membros normais. Além disso, o ‘bebê alien’ também respira corretamente. Os profissionais acreditam que ele irá sobreviver.

Tudo indica que o casal, que já tem uma filha de dois anos, terá de conviver com o exótico menino. No entanto, a criança certamente necessitará de tratamentos estéticos correcionais no decorrer do tempo.

Afinal, é provável que ele não queria ser conhecido como o ‘ET indiano’ pelo resto da vida.

Num mundo onde a imagem vale mais que mil palavras, uma ‘aberração’ da estética não terá espaço para mostrar suas potencialidades.

E você, leitora, o que faria se tivesse um filho nessas condições? O amaria incondicionalmente? Ou entraria em pânico? Vale a pena refletir sobre isso.