A guerra entre os Estados Unidos e a Coreia do Norte parece estar apenas começando e as ameaças têm se tornado cada vez mais hostis. Neste sábado (23), os norte-coreanos se posicionaram diante dos norte-americanos, dizendo que lançamento de foguetes em território norte-americano é algo inevitável. Essa ameaça se deu após o presidente Donald Trump se referir ao ditador norte-americano como o "homem foguete", provocando a ira de representante do país do leste asiático.

A fala de Ri Yong, ministro das Relações Exteriores norte-coreanas, se deu horas após os Estados Unidos darem demonstração de força, sobrevoando com bombardeiros e jatos diante de águas coreanas.

O Pentágono dá mostras de que os Estados Unidos estão prontos para combater o regime totalitarista de Kim Jong-un.

Em reunião com líderes mundiais, o representante norte-coreano informou que faltam poucos passos para que a Coreia do Norte conclua sua fase final de estruturação da força nuclear do país asiático. Além disso, o ministro de Relações Exteriores disse que o país não teme sanções disciplinares e que nada abalará os planos norte-coreanos.

Além das sanções aplicadas pela Organização das Nações Unidas (ONU) à República Popular Democrática da Coreia, Donald Trump, na última quinta-feira (21), também buscou complicar a vida comercial do país que tem tentado se reforçar com programas nucleares.O presidente norte-americano não quer que empresas e instituições facilitem o comércio com o país liderado por Kim Jong-un.

A demonstração de força que os Estados Unidos têm tentado aplicar, a fim de intimidar o avanço do programa nuclear da Coreia do Norte, parece não surtir o efeito que o ditador tem como planejamento. Kim Jong-un segue firme com as suas ideias de se reforçar em armamentos e tudo indica que o ditador sonha em transformar o país que lidera em uma potência nuclear nos moldes do Estados Unidos. Com todas as sanções e retaliações comerciais que o país asiático tem sofrido, mesmo assim Kim Jong-un não retrocede em seu pensamento e, inclusive, cada vez mais ameaçando os Estados Unidos.

Ainda não se sabe onde todas essas ameaças irão chegar, no entanto, sabe-se que os dois países possuem um altíssimo poder de armamento bélico e líderes que não parecem se intimidar com ameaças. Contudo, uma Guerra nuclear poderá trazer danos nunca vistos antes neste planeta, trazendo consequências terríveis.