Conforme uma reportagem publicada na quinta-feira (21) pelo portal do jornal britânico Daily Mail, um homem foi preso acusado de estupro de vulnerável. O acusado de ter cometido a agressão sexual foi identificado como Edgar Mendoza, de 32 anos, um cidadão da Guatemala.

Segundo o portal, ele é um imigrante e está nos Estado Unidos de forma ilegal. De acordo com informações repassadas pela polícia, o caso aconteceu na madrugada da última terça-feira (19), no bairro Chambersburg de Trenton, em Nova Jersey.

Conforme o depoimento do pai da vítima para a polícia, no dia do ataque, ele disse para os policiais que tinha deixado a luz do quarto da filha ligada [VIDEO] como de costume.

Porém, quando ele foi dormir, percebeu que a luz estava desligada. Então, ele foi até o quarto da filha para saber o que tinha acontecido.

Quando entrou no cômodo e ligou a luz, viu o acusado em cima da cama junto com a vítima. O acusado, por sua vez, logo pulou pela janela do quarto e fugiu do local, tomando rumo ignorado.

O pai da menina acionou a polícia, relatando que um homem havia invadido a residência, estava com filha em cima da cama e havia fugido do local assim que ele entrou no quarto. Diante dos fatos, a polícia se deslocou até o local informado. Em seguida, fez uma ronda na localidade e algumas horas depois Mendonza foi preso em flagrante.

Em seguida, ele foi encaminhado para uma delegacia da cidade para prestar mais esclarecimento sobre o ocorrido. De acordo com o tenente Stephen Varn, os familiares da vítima não conheciam o homem.

"Os moradores da residência não o conhecem. Nós acreditamos que ele entrou pela mesma janela da qual ele saltou", disse o tenente Stephen Varn.

O suspeito está sendo acusado de três acusações de agressão sexual agravada, colocar em perigo o bem-estar de uma criança e roubo. [VIDEO]A criança foi levada ao para uma unidade médica. A direção hospital não revelou o estado de saúde da vítima. Conforme informações da imprensa local, no momento em que o homem invadiu a casa, além da criança, havia dois adultos no local.

De acordo com Casey DeBlasio, porta-voz do Ministério Público de Mercer, o acusado está nos Estados Unidos de forma ilegal. No banco de dados da polícia, consta que ele já havia sido preso no ano passado pelo mesmo crime. O caso contínua sendo investigado pela polícia local. As autoridades locais não informaram se o homem vai ser extraditado para o país de origem ou será preso.