2

A Igreja Universal do Reino de Deus participou pela primeira vez de uma das maiores festas para a comunidade brasileira nos Estados Unidos, o Brazilian Day. O 25° evento terminou no dia 3, na cidade de Newark, no estado de Nova Jersey.

“Tivemos um espaço chamado Tenda da Oração, onde as famílias participantes do evento puderam receber uma oração acompanhada de uma palavra de fé para superar os mais diversos problemas dentro de um lar”, explicou o pastor Carlos Pedroso, responsável pelo trabalho da Igreja Universal com a língua portuguesa em Nova Jersey.

Durante a fala do bispo Marcio Carotti, responsável pelo trabalho da Universal nos Estados Unidos com a língua portuguesa, mais de 10 mil pessoas deram as mãos formando uma grande corrente e oraram pedindo a proteção e transformação das famílias.

“Independentemente da nacionalidade, a vida de um imigrante é cheia de desafios e vimos no Brazilian Day a oportunidade de levar uma palavra de fé para todos que um dia chegaram aos Estados Unidos com sonhos e hoje estão frustrados e desanimados por não alcançá-los”, disse o bispo Marcio Carotti.

Bruna Pavão, que mora em New Jersey há 23 anos, disse nunca ter visto em um evento como o Brazilian Day um trabalho de oração e ajuda espiritual como o realizado pela Universal. A festa durou três dias e teve a participação de Ticiane Pinheiro, apresentadora da RecordTV.

Segundo a organização do evento, o público estimado foi de 20 mil pessoas de várias origens, como brasileiros, hispânicos e norte-americanos. Na programação, música, comida típica, desfile cultural e o concurso da rainha do samba.

Segundo estimativa do Itamaraty, 212 mil brasileiros vivem nos estados de Nova York e Nova Jersey [VIDEO].

Brasileiros se adaptam melhor nos EUA do que outros imigrantes

Cerca de 1,3 milhão de brasileiros vivem nos Estados Unidos, de acordo com a estimativa do Itamaraty. A comunidade brasileira é a mais qualificada e está mais integrada do que outros estrangeiros, no país, segundo dados do American Community Survey – Censo Americano, de 2014.

O livro "Brasileiros nos Estados Unidos: Meio Século Refazendo a América (1960-2010)”, dos autores Álvaro de Castro e Lima e Alanni Barbosa de Castro, aponta que 46% dos brasileiros têm Ensino Médio completo e Superior incompleto e 30% possuem o Superior completo. Já os demais imigrantes com Ensino Superior incompleto são 35% e 23% concluíram uma faculdade.