Imagine ir a uma rede de supermercados e comprar um pacote de hambúrgueres para o jantar, mas quando você abre a embalagem, encontra uma mensagem da vaca que foi abatida para ser transformada no alimento, onde o bicho afirma que você foi o (a) responsável pela morte [VIDEO] de um ser que, acima de tudo, desejava viver. Segundo os sites Mail Online e Deadline News, aconteceu algo assim com a britânica Camilla Moser, uma executiva de publicidade de 25 anos de idade – mas é claro que não foi um bovino quem escreveu a nota.

O bizarro incidente ocorreu quando Moser se dirigiu até uma unidade da rede de supermercados Sainsbury's – a companhia é detentora da segunda maior cadeia deste tipo de comércio em todo o Reino Unido – situada no distrito de Fulham, na parte oeste de Londres.

Uma vez no estabelecimento, a mulher decidiu levar para casa um pacote contendo dois hambúrgueres da linha Taste the Difference (algo como "Saboreie a Diferença" em tradução livre), de marca própria, e até aquele momento parecia que estava tudo certo com a refeição [VIDEO].

No entanto, quando a britânica chegou em casa e tirou o invólucro exterior do alimento, se deparou com a mensagem que ilustra esta reportagem, na qual consta a foto de uma vaca – aparentemente dentro de um abatedouro, prestes a ser morta – com os seguintes dizeres: "Meu nome era Chloe, eu queria viver! Sua 'escolha pessoal' me matou! NÃO COMPRE ISSO!".

Fazendo uma reclamação

Camilla Moser ficou chocada com o que encontrou – assim como todo mundo a quem ela revelou o incidente –, e afirmou que o adesivo "acusatório" estava preso atrás da embalagem do supermercado identificando o produto, mas grudado em cima de uma camada protetora de celofane que mantém a carne selada dentro de uma bandeja.

Os melhores vídeos do dia

Para a executiva de publicidade, aquilo pode ter sido "trabalho interno" de algum ativista dos direitos dos animais que deve ter se "infiltrado" ou na fábrica que produz as embalagens do supermercado, ou no centro de distribuição da cadeia varejista.

A rede Sainsbury's mantém uma página oficial no Facebook, e Moser decidiu lhes enviar um pequeno vídeo mostrando sua descoberta – acompanhado de um texto onde ela ressaltou que não esperava receber uma "saudação" (nada amigável, diga-se de passagem) de um animal.

Um porta-voz da empresa respondeu à postagem da mulher britânica, onde pediu desculpas pelo ocorrido e afirmou que providências seriam tomadas. Além disso, foi dito que ela seria reembolsada pelo valor dos hambúrgueres (£ 3, cerca de R$12,80) na forma de pontos que são acumulados em um programa de fidelidade.