Uma mulher foi presa pela Polícia, na última quarta-feira (20), acusada de ter relações sexuais com um menor de idade, na cidade de Beaumont, Califórnia, nos Estados Unidos. A acusada de ter cometido o crime foi identificada pela polícia como Samantha Lee Ciotta, de 32 anos, que é professora na localidade.

Para a polícia, ela é a principal suspeita de ter relações sexuais com um aluno menor de idade durante vários meses [VIDEO]. A vítima não teve a sua identidade revelada pela polícia. Conforme informações divulgadas pelo policiais, assim que o trabalho de investigação da professora começaram, a direção da unidade escolar deu licença administrativa para a acusada.

Um porta-voz do Distrito Escolar Unificado de Beaumont, se recusou a dizer a que data começou a licença da professora. Durante o trabalho de apuração, os investigadores descobriram que a professora teve relações sexuais com o estudante do Ensino Médio várias vezes durante vários meses.

A vítima relatou para a polícia que também trocou mensagens indecentes com a professora em plataformas de redes sociais. "Houve relações sexuais [VIDEO] ilegais ocorridas nos últimos meses", disse a polícia em um comunicado à imprensa.

De acordo com a imprensa local, a professora começou a trabalhar na Beaumont High School no ano de 2015. A polícia não informou se a vítima é um dos alunos da professora. Samanta Lee foi posta em liberdade na quinta-feira (21) após pagar uma fiança de $ 150 mil (cerca de R$ 475 mil), e vai responder pelo crime em liberdade.

Um porta-voz do Distrito Escolar Unificado de Beaumont relatou que a escola está cooperando com as investigações da polícia. Em seu perfil nas redes sociais, a professora diz que é casada e tem um filho de 3 anos e meio [VIDEO].

Samantha Lee possui uma credencial de ensino de inglês, com o registro profissional sendo emitido pela primeira vez em janeiro de 2010, de acordo com o site da Comissão Estadual de Credenciamento de Professores. "Eu sou a nova professora da Beaumont High School e treinadora-chefe da equipe BHS Cheer. Meus anos anteriores foram dedicados a ensinar na La Quinta High School. Meu marido está passando pela escola para ser paramédico/bombeiro. Nós temos um filho de 3 anos e meio. Nós adoramos passar o tempo juntos como uma família e nós apreciamos cada momento!”, relata a acusada em sua rede social.

As autoridades locais disseram que, após a prisão da acusada e com a divulgação do caso, acreditam que outras possíveis vítimas da professora podem surgir.