E quem disse que todo relacionamento termina com aquela célebre frase dos contos de fadas, "felizes para sempre", mentiu ou se iludiu. Nem todos os relacionamentos terminam bem e alguns acabam de maneira explosiva. Saiba mais.

Acreditando que sua esposa tinha um caso extraconjugal, um homem resolveu tirar satisfações de uma maneira bastante incomum. De acordo com o portal de notícias online 'R7', o caso aconteceu na Rússia, o homem identificado como Nikita Bobrovsky acabou detonando uma granada dentro do carro de sua esposa, Oksana Bobrovskaya, de 30 anos.

Publicidade
Publicidade

Suposta traição

Oksana Bobrovskaya era uma política conhecida e poderosa do partido do presidente Vladimir Putin. Por causa da suspeita da traição da esposa, Nikita resolveu tirar satisfações com a mulher, eles estavam dentro do carro, e de acordo com as informações da polícia local, eles estavam transando no momento em que a granada explodiu.

O que realmente aconteceu dentro daquele carro, jamais iremos saber, mas este caso é bastante bizarro e macabro.

Publicidade

O casal discutia uma suposta traição durante o sexo dentro do carro? Ele armado com uma granada obrigou a esposa a manter relação sexual com ele? Ou eles gostavam de transar em locais públicos e tinham fantasias sexuais perigosas onde usavam armas? Somente o casal poderia responder e isso não será mais possível.

Casamento detonado

Acredita-se que o casal começou a discutir enquanto faziam sexo, já que Nikita afirmava que a mulher o havia traído, mesmo sem nunca ter sequer conseguido uma prova.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Curiosidades

Tudo não passava de uma suspeita de um marido ciumento.

Este provavelmente deve ter sido o motivo da briga entre os dois e a situação fugiu do controle, já que Nikita estava com uma arma potencialmente letal.

Em posse da granada, ele tentou fazer com que Oksana confessasse a 'pulada de cerca', mas foi em vão e, de acordo com a perícia técnica feita no local onde o carro explodiu, os dois morreram enquanto transavam, mesmo com a detonação, o sexo não foi interrompido.

Pessoas que estavam perto do carro correram para saber o que tinha realmente acontecido e disseram que os dois estavam mortos, um dos corpos sem cabeça, porém, permaneciam 'grudados', um ao outro.

A polícia afirmou que o casal estava nu da cintura para baixo e que tiveram uma morte horripilante. O casal deixou uma filha de 4 anos órfã.

As investigações descartam qualquer tipo de atentado terrorista ou mesmo alguma ação de bandidos.

Publicidade

Nikita era um ex-militar e trabalhava como segurança de políticos importantes, provavelmente foi devido a sua influência que ele conseguiu a granada.

O carro ficou bastante danificado e coberto pelo sangue do casal.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo