Antes mesmo dos Irmãos Wright construírem a primeira máquina voadora, em 17 de dezembro de 1903, ou do inventor brasileiro Alberto Santos Dumont apresentar ao mundo o avião 14-bis, em 12 de novembro de 1906, objetos voadores não identificados já eram relatados em vários países.

Inclusive, o navegador responsável pelo descobrimento da América, Cristóvão Colombo, em 11 de outubro de 1492, ao navegar pelo Triângulo das Bermudas no período noturno, observou estranhas luzes no fundo do mar. Ainda presenciou um objeto luminoso emergir subitamente em direção às estrelas.

Menos de cinco horas após o incomum episódio, o nosso continente foi descoberto.

A história do avistamento de Colombo, amplamente conhecida entre os estudiosos da ufologia, foi contada por ele em seu diário de anotações.

Apesar dos óvnis serem vistos há séculos, até hoje eles intrigam a humanidade. Dessa vez, um peculiar objeto filmado recentemente sobre o município de Bracknell (Inglaterra), durante o dia, assombrou Bob Wise, 49 anos, testemunha do evento.

Em depoimento ao jornal britânico Daily Star, na segunda-feira (11), Wise confessou espanto com o fenômeno. “Foi muito brilhante e se moveu devagar”, contou.

O objeto, visto em movimento rápido e retilíneo da direta à esquerda da tela, parece ser oval e transparente.

Além disso, ele apresenta uma configuração pulsante.

Para o britânico, o inusitado brilho emanado pelo óvni é semelhante à “queima de magnésio”. No entendimento dele, o UFO pode ser as polêmicas naves extraterrestres, ou um experimento militar do governo britânico.

“Estou aberto à possibilidade de que haja uma base militar secreta nas proximidades”, disse.

Aparições frequentes

Conforme o periódico britânico, manifestações de UFOs são constantes em Bracknell. A cidade é conhecida como um ‘hotspot’ (ponto quente) para esse tipo de fenômeno.

O próprio Wise confessa já ter presenciado em 15 momentos diferentes, esses objetos acima da cidade. Contudo, até hoje ele não se acostumou com eles.

Ainda que drones, balões, aviões, aeronaves secretas e tantas outras estruturas possam ser empregadas para justificar os objetos voadores não identificados, vale lembrar que eles são documentados desde tempos remotos.

Se são de origem terrestre, alienígena [VIDEO] ou delírios da humanidade, provavelmente nunca saberemos. Mas que coisas estranhas são notadas dividindo o espaço aéreo com nossas aeronaves, não há como negar. Afinal, diversos pilotos admitem o fenômeno.