9

Na tarde desta terça-feira (19), um forte terremoto atingiu a Cidade do México, principalmente a região sul com magnitude 7,1 graus, conforme detectou o Serviço Geológico dos EUA (USGS).

O epicentro

O epicentro do tremor foi próximo à cidade de Izucar de Matamoros, que fica logo ao sul da Cidade do México, às 15h14 (hora de Brasília).

As fotos que foram compartilhadas por emissoras de TV e jornais de todo o mundo mostram a triste realidade que assombrou e ceifou a vida de centenas de mexicanos e possivelmente turistas.

Saldo de mortos

O saldo de mortos com o terremoto na Cidade do México só aumenta. Ainda, segundo o G1, já passa de 138 até o fechamento desta edição, sendo 64 em Morelos, 36 na Cidade do México, 9 no estado do México e 29 em Puebla (neste estado antes haviam sido informados um total de 41 mortos).

Uma brasileira relatou o desespero que viveu em meio ao caos no terremoto no México.

"O pessoal começou a descer as escadas, em desespero. Tinha muita gritaria. Teve muita gente em pânico, chorando, tudo isso'', disse a advogada curitibana Renata Alves.

Segundo ela, pessoas ligadas à prefeitura trabalham orientando moradores por meio dos alto-falantes.

Há pessoas presas e vários focos de incêndio. Um vídeo foi divulgado e mostra um prédio virando após o terremoto [VIDEO].

''Sem palavras''

As fotos mostram o terrível estado em que ficaram algumas das ruas, casas, carros e edifícios.

Numa das fotos, é possível ver o desmoronamento de edifício e postes de energia (sendo este último um perigo ainda maior) além de dezenas de veículos esmagados e retorcidos diante do concreto. Veja 10 fotos do terremoto que Sacudiu a Cidade do México logo acima.

O Presidente Michel Temer postou o seguinte comentário em sua conta no Twitter:

Um vídeo foi gravado [VIDEO] e mostra que boa parte dos edifícios da cidade do México desabaram ou sofreram danos em sua estrutura.

Veja:

O resgate

O trabalho de resgate é dificultoso, mas eles trabalham a todo vapor para salvar o maior número possível de pessoas.

Tem-se a dimensão de que muitas pessoas estavam em elevadores de edifícios no momento do tremor, o que faz necessário o seu resgate além dos que se encontram soterrados.

Seis números de emergência da cidade do México foram divulgados para auxílio às vítimas.

São eles: Corpo de Bombeiros, Emergências, Sistema de Água, Cruz Vermelha, Local e Proteção Civil.

O México vive um dia de caos: ao menos 3,8 milhões de pessoas sem luz. Os hospitais estão recebendo as vítimas e ficando superlotados. Já os jogos de futebol foram adiados e as aulas suspensas sem previsão de retorno.

Nas redes sociais, os internautas desejam ânimo aos irmãos mexicanos e fazem orações. No Twitter, a hashtag #PrayForMexico ganha força.