Os radicais do Estado Islâmico e outros grupos terroristas planejam outro ataque em massa na mesma proporção do 11 de setembro, alertou a chefe do alto escalão de segurança dos Estados Unidos, nessa quarta-feira (18). A secretária de segurança interna do presidente Donald Trump, Elaine Duke, afirmou que os grupos jihadistas atacam com facas e explodem vans simplesmente para manterem seus seguidores ativos, movimentando suas riquezas, enquanto planejam explodir algo semelhante ao 11 de setembro de 2001.

Em Londres, na embaixada dos EUA, ela relatou que a inteligência americana tem indícios que apontam que grupos extremistas arquitetam derrubar aviões em um ataque maciço a vítimas civis.

Elanie Duque falou que atualmente os grupos terroristas estão atuando provisoriamente, como se fosse apenas um ensaio para alcançarem um objetivo terrorista final muito maior do que eles têm praticado.

A chefa de segurança, que já trabalhou com três presidentes americanos, disse que as organizações terroristas espalhadas pelo mundo, principalmente o Estado Islâmico, almejam causar outra grande tragédia como o 11 de setembro. Nessa data, uma série de ataques suicidas deixou 2.996 mortos. Foram jogados aviões contra o World Trade Center, em Nova York, e o Pentágono, em Arlington. Os ataques foram realizados pela Al-Qaeda e planejados por Osama bin Laden.

Elaine Duke ressalta que a inteligência tem toda convicção que os terroristas pretendem derrubar aeronaves nos novos ataques.

Ela acrescenta dizendo que o objetivo principal dos terroristas é sempre criar o terror e pânico pelo mundo à fora. Por esse motivo, eles explodem caminhonetes e atacam com disparos de armas de fogo de grosso calibre. Desse modo, os terroristas têm conseguido perturbar o mundo, mas, isso é para não levantar suspeita da sua verdadeira intenção, onde alvo maior que é um grande ataque à aviação.

A secretária disse que atualmente a livre circulação de aparelhos eletrônicos portáteis, como notebook, representa uma grande ameaça à aviação mundial. A intenção dos terroristas é justamente explodir aviões de uma companhia aérea por meio da utilização de laptops, disse.

Ela afirmou que esse grave problema é enfrentados por todos e que isso precisa ser resolvido individualmente em cada país ao redor do mundo.

Duke acredita que, por causa da grande movimentação de pessoas e de bens, tem que aumentar a segurança em todo o mundo, e que não pode preocupar somente as fronteiras. Ela também disse que o nível de ameaça terrorista contra os americanos é elevadíssimo.

A secretária acha desafiador fechar o cerco das fronteiras com outros países, pois os terroristas têm facilidade de movimentar seus paraísos fiscais e isso é uma grande ameaça terrorista para os Estados Unidos. Ao ser questionada se os Estados Unidos estão preparados para enfrentar um ataque semelhante ao atentado ao 11 de setembro de 2001, ela respondeu que estão trabalhando nisso, implantando algumas medidas fortes de segurança, que não podem ser ditas no momento.

Elaine Duke ainda advertiu que existe uma grande quantidade de moradores radicais e extremistas violentos, principalmente inspirados por organizações terroristas, que está aumentando nos EUA. O Estado Islâmico tem conseguido recrutar novos seguidores oriundos da Síria e do Iraque por meio de propagandas terroristas veiculadas na internet.

Duke enfatiza que as empresas gigantes da internet devem ajudar nessa ação, examinando e detectando possíveis conteúdos terroristas na rede, de mesmo modo tentar utiliza essa mesma tecnologia para identificar extremistas nas listas de passageiros.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!